Luciano Salles é quadrinista, ilustrador freelancer da Folha de S.Paulo e 1/3 da Produtora Cultural Memento 832.
Autor das histórias em quadrinhos EUDAIMONIA (2017, Publicação Independente/Catarse), Limiar: Dark Matter (2015, Publicação Independente), L'Amour: 12 oz (2014, MINO) indicada ao 27º HQMIX, O Quarto Vivente (2013, Publicação Independente) indicada ao 26º HQMIX e da HQzine Luzcia, a Dona do Boteco (2012, Publicação Independente), indicada ao 27º HQMIX.

27.12.16

Saldão de seis desenhos originais

Originais a venda!
Olá, tudo bem?

Ontem decidi fazer a venda de um lote de seis desenhos originais. Os desenhos são estes da imagem mas clicando em cada nome você pode ver uma postagem com o desenho na integra.

Lucky Luke
Spider-Man
Tintin (vendido)
Dr. Strange
– Daredevil
Batgirl

Todos tem os desenhos tem o mesmo valor de R$500,00 e a compra pode ser feita por depósito, transferência bancária ou ainda, pagamento com cartão através do PayPal. O frete será cobrado a parte.

Interessou? Envie um e-mail para contato@dimensaolimbo.com e por lá conversamos.

Um abraço.

Luciano Salles.

24.12.16

Resenha de Limiar: Dark Matter no Universo HQ

Limiar: Dark Matter (Luciano Salles, 2015, independente)
Olá, tudo bem?

Ontem saiu uma resenha de Limiar: Dark Matter no excelente Universo HQ, assinada pelo Charlles Lucena. O texto foi muito preciso em, particularmente, usar o termo "um terço" linkado ao fato de a revista encerrar a trilogia aberta em O Quarto Vivente.

É legal que Limiar ainda colha algumas resenhas até pelo fato de ter sido lançada em 05 de novembro de 2015 e não ser nenhuma novidade neste mundão de lançamentos.

Outro ponto que gostei bastante foi ter citado o fantástico trabalho do Marcelo Maiolo nas cores e na ousada paleta. Como já enfatizei por aqui, trabalhar com o Maiolo é uma tranquilidade. Conversamos muito bem, parece que já conheço o camarada a milênios e para as cores, eu simplesmente indico um filme para ele assistir e captar as sensações que eu gostaria no álbum. O resto é com ele afinal, o que eu entendo de cores para meter o bedelho no trampo do melhor colorista do mundo 😉

Você pode ler a resenha logo abaixo ou visitar o site do UHQ para ler por lá e comentar (se achar necessário). Ah! Seus comentários aqui também são muito bem vindos!

Um abraço e um bom natal para você que festeja a data.

Luciano Salles.

Limiar: Dark Matter

Por Charlles Lucena
Data: 23 dezembro, 2016


Limiar: Dark MatterEditora: independente – Edição especial
Autores: Luciano Salles (roteiro e arte) e Marcelo Maiolo (cores).
Preço: R$ 35,00
Número de páginas : 48
Data de lançamento : Novembro de 2015
Sinopse
Com a morte de um confrade, dois amigos, Nádio e Carino, vão quebrar o status quo em busca de vingança por meio da memória do que partiu.
Positivo/negativo
Pow! Dessa forma, com os dedos indicador e médio apontados, como se simulasse uma arma de fogo, Carino atinge fatalmente a testa do servidor de acesso que o perseguia, assim como aos amigos Nádio e Amerício. Este último já se encontra “memorizado”, o que seria o equivalente à morte no futuro distópico conduzido com inquietação e energia vibrante pelo paulista Luciano Salles.
Apesar de não ter sido inicialmente intencional, Limiar: Dark Matter se desenha como o último terço da trilogia iniciada com O Quarto Vivente (independente, 2013) e L’amour: 12 oz (Mino, 2014), suas obras anteriores,que parecem se situar em um mesmo e estranho universo, caoticamente conduzido por Salles, dono de um traço nervoso e detalhista, rompendo o status quo do que se vê no atual mercado nacional de quadrinhos.
Assim como a arte de Salles, os personagens de Limiar também estão dispostos a quebrar as regras. São eles Carino e Nádio, dois terços do grupo de confrades (eles se tratam dessa forma), reunidos após a “memorização” do terceiro elemento da trupe, Amarício.
A ruptura vem por meio da ingestão de Dark Matter, uma potente e antiga substância psicoativa, que os levam a sair da inércia e a reencontrar o já falecido amigo.
O Dark Matter é como a pílula vermelha da trilogia de filmes Matrix ou a toca do coelho de Alice no País das Maravilhas. Uma abertura para um até então novo mundo, o que contraria os interesses dos chamados servidores do equilíbrio, os censores desse asséptico mundo, onde “tudo é porque é”.
É uma verdadeira vingança contra o sistema, contra o conformismo, a partir do momento que os personagens resolvem interromper a ingestão de suas doses de metais representativos diários (antidepressivos? controle social? repressão?) e a atirar para todos os lados usando apenas os seus dedos.
A arte de Luciano é complexa e arrebatadora, assim como o intrincado labirinto no qual ele tece seus roteiros, cheios de referências e entrelinhas, o que faz o leitor recorrer a diversas releituras para melhor compreensão da obra. Mais um tiro certeiro do autor, amparado pela ousada paleta de cores de Marcelo Maiolo (Arqueiro Verde, O Velho Logan). Pow!
Classificação
4,0

21.12.16

Como entender seu estilo de desenho e narrativa + A economia criativa e os quadrinhos – Cursos de férias no Instituto HQ

Curso de férias no Instituto HQ
Olá, tudo bem?

No dia 28 de janeiro de 2017, um sábado, estarei novamente em São Paulo mas agora para coordenar dois cursos de férias no Instituto HQ. Ambos terão três horas de duração sendo um no período da manhã e o outro no período da tarde do mesmo sábado.

Na parte da manhã, das 9h às 12h, apresento:  Como entender seu estilo de desenho e narrativa. Esse foi um curso criado para aproximadamente 6 horas mas gosto muito da ideia de comprimi-lo na metade do tempo. Já realizei oficinas e aulas deste curso nos dois formatos e ambos conversam e se fazem entender muito claramente nas duas extensões.
Curso de férias no Instituto HQ

Neste curso tento passar ao aluno diretrizes e por que não dizer, caminhos, em como perceber de forma intuitiva a sua forma natural de se expressar, seja pelos desenhos como pelas histórias contadas.

Já no período da tarde, das 13h às 17h, apresento: A economia criativa e os quadrinhos. Esse é um curso novo que estou montando para o formato de três horas. Há tempos pensei nesta aula mas ainda não havia tido a oportunidade de apresentá-la.

É algo que percebo em muitas das dúvidas que recebo pela internet. É recorrente a dificuldade em se mensurar valores, estruturar planejamentos, ter uma gestão profissional do trabalho como quadrinista ou ilustrador. De nada adianta ser um exímio desenhista, quadrinista ou ilustrador se você não consegue  divulgar seu projeto, vender esse trabalho de forma consciente, não invasiva, dentro dos prazos e nos valores corretos. E dentro de todos estes parâmetros, estudando um pouco de economia criativa e seus conceitos, decidi montar o curso.

Vale lembrar que as vagas são limitadas, as matrículas já estão abertas e você pode fazer a sua inscrição direto pelo e-mail escola@institutohq.com.br, informando no corpo do e-mail seu nome completo, RG, telefone e curso escolhido. Existe também a opção de fazer sua inscrição pelo telefone (011) 5072 6161.

Qualquer dúvida ou sugestão é só deixar nos comentários. Nos encontramos em janeiro no Instituto HQ.

Um abraço.

Luciano Salles.

15.12.16

Estarei no FRiQ em Ribeirão Preto

Olá, tudo certo?

Domingo – dia 18/12/2016 – estarei em Ribeirão Preto juntos dos camaradas Camilo Solano, Daniel Batista, Laudo, Marcatti e Orlandeli para o evento Grand Finale FRIQ.

O evento começa às 13h30 com todos nós para a mesa redonda DESAFIO DA HQ NACIONAL, na Escola Immaginare que fica na Avenida Sumaré, 48 em Ribeirão Preto – SP.

Estarei com todos os meus quadrinhos e alguns prints no espaço reservado para os artistas. Se você é de Ribeirão Preto e redondezas, fica o convite.

Valeu sempre lembrar que a LOJA ONLINE aqui do blog está com FRETE GRÁTIS para todo Brasil. Aproveite!

Grande abraço!

Luciano Salles.

6.12.16

Mais uma CCXP se foi...

CCXP 2016: Minha MESA B1 e ao lado o gente boa Gustavo Borges
... e foi – como espalharam as hashtags – épico!

Olá, tudo bem?

É estranho começar um texto desta forma, com reticências, mas tinha que ser desta maneira. A terceira edição da Comic Con Experience acabou. Tive a honra de ter participado das três primeiras edições e se você produz quadrinhos no Brasil, tem que tentar sempre conseguir uma mesa no evento. É uma experiência única, com número únicos e intensidade única.
CCXP 2016: A alguns passos do palco do estande do NETFLIX

Esse ano (2016, para você que está lendo isso em um futuro distante) foi a consolidação e o firmamento do quanto o mercado de quadrinhos ainda tem espaço para crescer. Saio deste evento e só consigo perceber e enxergar isso. Está bem na nossa cara e somente temos que entender, reaprender e redescobrir, com o máximo respeito, os potenciais e vorazes leitores(as) ansiosos por boas histórias.

CCXP 2016
Todo o peso (muitos quilogramas!) em quadrinhos que trouxe de Araraquara foram embora. As 80 edições de O Quarto Vivente acabaram na manhã do domingo e o quase o mesmo com as outras 80 edições de Limiar: Dark Matter, que acabou ao final do dia. Tive que acionar e pedir socorro para o meu irmão Murilo que mora em São Paulo, onde sempre deixo dois pacotes lacrados das minhas publicações. Sem contar que a tiragem de L'Amour: 12 oz foi praticamente esgotada no evento. Desta forma levo para Araraquara as 3 últimas edições que a Editora MINO tinha e disponibilizou na minha MESA.

DICA? Minha Loja Online aqui no blog está com FRETE GRÁTIS!

Se participou do evento como expositor no Artists' Alley, cosplay, visitante ou o que quer que seja, você pode pensar, lendo os três parágrafos acima, que tudo foi exatamente perfeito ou que sou um otimista aditivado por medicamentos.

Deixo claro: sempre procuro ver o melhor lado em tudo e em um evento deste porte, (acho que agora é a maior Comic Con do mundo, confere?) é claro que existem pontos e arestas para se dirimir e inúmeros detalhes que somente após o evento rolando é que aparecerão.

Minha MESA era a B1 e ficava localizada ao lado do palco do NETFLIX. Já imaginou o barulho? Se isso espantou prováveis pessoas que poderiam comprar minha HQ após uma breve conversa? Não sei responder isso. Mas sei que a partir do segundo dia comprei protetores auriculares que são vendidos em farmácias e usei até o final do evento. Havia o palco da bandas na outra extremidade de onde estava e o barulho se fez por todos os lugares. Mas o barulho não estava somente para mim. O som era alto no geral.


Um dos poucos momentos que conversamos

Acredito que o único ponto que poderia ser melhorado para os quadrinistas seria uma entrada de carga e descarga para isso. Carregamos muito peso e foi necessário levar e trazer tudo todos os dias. Então, se houvesse, um local especifico para nossa carga e descarga, aliviaria o fato de trasladar com mala e carrinhos lotados de revistas, subir escadas com esse peso e tudo mais.

Mas como um evento épico e em proporções épicas, encerro esses fatos também com certo bom humor e que serão transformados em futuras histórias para boas risadas.

Agora, entro em estado de imersão para a produção da minha nova história em quadrinhos. Diferente de todos o processo que fiz nos meus três últimos trabalhos, neste vou procurar um pouco mais de reclusão. Assim, pode ser que nos encontremos a partir do próximo ano par.

Deixo aqui o meu sincero agradecimento para você que se deslocou até minha mesa para comprar toda a trilogia ou apenas completa-la, adquirir os prints que fiz pensando no evento ou mesmo falar um oi, dar um abraço, um beijo ou mesmo que ainda apenas um aceno de mão no meio da multidão.

Tudo isso que faço não teria um motivo se no outro lado da ponta não houvesse você, o leitor e admirador também dos meus desenhos.

Agradeço também aos apoios culturais que recebi pois só assim consigo ir ao eventos: Escola Pueri Domus Araraquara e World Game! Muito obrigado a minha esposa master artista Lilian Penteado!

Fique a vontade para contribuir com suas opiniões e o que mais desejar nos comentários!

Muito obrigado do fundo do meu coração, um forte abraço e até 2018!

Luciano Salles.

25.11.16

Tudo o que terei na MESA B1 da CCXP

Spider-Man por Luciano Salles
Spider-Man por Luciano Salles
Olá, tudo bem?

Uma coisa é certa: a Comic Con Experience 2016 está aí e como as hashtags alastram, o evento está "cada vez mais épico". 

Como já publiquei aqui, estarei na MESA B1 e não lançarei nenhuma nova HQ. Mas no que ser refere a esse assunto, já estou escrevendo o roteiro da minha nova história em quadrinhos e você pode saber um pouco mais: "Minha nova história em quadrinhos".

Voltando ao título do post e como esse ano não tenho lançamento, decidi fazer prints exclusivos para o evento e uma novidade surgiu ao acaso em uma arrumação aqui nos meus desenhos.

Vamos lá:

1. Todos os prints com super-heróis terão impressões nos formatos A3 e A4. Os preços serão de R$20,00 para os de tamanho A3 (maiores) e R$15,00 para os de tamanho A4 (tamanho de uma folha de sulfite). A única exceção é o print do desenho que fiz para o encarte do disco da Liniker, uma amiga que acabou de lançar seu primeiro álbum chamado REMONTA. Esse terá o valor de R$20,00 e um tamanho único no formato A4. O valor se explica pela gramatura do papel que é o SUPREMO 300.

Luciano Salles' art
Prints por Luciano Salles exclusivamente para a CCXP 2016


2. Levarei os desenhos originais de todos os prints que fiz para o evento e mais alguns. É uma oportunidade de você que gosta da minha arte e dos meus desenhos ter um original. Todos esses desenhos foram feitos e arte finalizados em nanquim e papel Winsor & Newton, 250gsm no formato A3. Os preços serão acertados no local mas se quiser, já pode reservar seu original pelo e-mail contato@dimensaolimbo.com

Luciano Salles' art
Originais por Luciano Salles


3. Há menos de um mês, achei uma edição de Luzcia, a Dona do Boteco, minha primeira HQzine. Foi meu debut no mundo dos quadrinhos tendo feito somente 100 cópias. Eu jurava que essa pequena edição havia se esgotado porém, organizando uns papeis e desenhos, achei uma edição lacrada. Exatamente como eu enviava em 2012. A revista está intacta, dentro do seu envelope plástico que a acompanhava.

Abaixo o vídeo que fiz na época para a divulgação da HQzine!


Pensei em fazer algum leilão ou coisa assim pela internet mas fiquei tentado em levar para a CCXP. Assim e pensando no melhor dos mundos, decidi criar um ticket mínimo para você concorrer ao sorteio que farei no dia 04/12, às 17h30, ali mesmo dentro do evento.

Esse ticket mínimo de R$50,00 vale tanto para compra dos produtos da mesa, tanto como um aporte de R$ 50,00 para participar do sorteio. Por exemplo, comprando o combo O Quarto Vivente + Limiar: Dark Matter já lhe dá o direito em participar do sorteio com um número.

Para esse sorteio usarei um app que já testei e é bem prático! Aliás, todo o sorteio será filmado e posteriormente publicado aqui no blog. O sortudo poderá pegar seu exemplar de Luzcia, a Dona do Boteco direto comigo, se estiver na CCXP, ou receberá a revista pelos Correios.

4. Estarei com as minhas três últimas publicações e ressalto que faltam 45 revistas para a tiragem de L'Amour: 12 oz se esgotar! A MINO vai deixar todas comigo. O Quarto Vivente (2013, independente), L'Amour: 12 oz (2014, MINO) e Limiar: Dark Matter (2015, independente) fazem uma trilogia.

Luciano Salles Trilogy


Qualquer dúvida é só deixar nos comentários!

Nos vemos em breve. Um abraço.

Luciano Salles.

21.11.16

Spider-Man: Novo e último print para a CCXP

Spider-Man por Luciano Salles
Spider-Man por Luciano Salles.
Sketch inicial
Olá, tudo bem?

Esse Homem-Aranha é último print exclusivo para a Comic Con Experience. Fiz uma enquete no Facebook pois estava em dúvida entre quatro personagens: Batman, Superman, Supergirl e Spider-Man.

Ali, na votação, o Aranha ganhou disparado e aqui está ele, ainda na versão PB. Na CCXP levarei o desenho colorido e, (um lembrete) estarei na MESA B1.

Logo abaixo estão os sketches, as primeiras ideias e algumas etapas do desenho até a arte-final.
Sketch já com as primeiras mudanças. Tirei as pessoas do fundo...

Então, fique a vontade para deixar seus comentários, dúvidas ou o que desejar aqui no blog e até a próxima atualização.

Aliás, na próxima atualização do blog coloco exatamente o que levarei para o evento.

Um abraço.


Arte finalizando já com as alterações finais. Saíram as pessoas e entrou
o prédio e as nuvens puxa puxa bala de coco.

























Um vídeo publicado por Luciano Salles (@lucianosalles) em

16.11.16

Vídeo: Luciano Salles e 3 Quadrinhos Para Quem Curtiu BLACK MIRROR

Olá camarada, tudo bem?

Ainda ontem recebi um tuite da Anna Schermak, que conheci na Bienal de Curitiba e que tem o canal no YOUTUBE Pausa Para um CaféEsse tuite continha um link para o vídeo que ela fez e eu ADOREI falando sobre minhas três últimas histórias em quadrinhos que considero uma trilogia e assim é. Como estava no meio do último dia da Primeira Feira Des.Gráfica que aconteceu no MIS SP, não consegui assistir na hora e fiquei louco para ver o quanto antes...

Pensado aqui, essa foi a primeira resenha sobre as três revistas de uma única vez. Não me lembro de haver alguma assim e se estiver errado é só me corrigir nos comentários. Aliás, sempre é legal deixar seu comentário!

Mas enfim, deixo aqui o vídeo para você assistir, conhecer e assinar o canal da Ana, canal Pausa Para um Café que é bem legal.

Um abraço.

Luciano Salles.

10.11.16

Estarei na 1º Feira Des.Gráfica, no MIS São Paulo

Bom dia, tudo bem?

Fui convidado para que nos dias 14 e 15 de novembro, participe da Primeira Des.Gráfica, que acontece no MIS – Museu da Imagem e do Som de São Paulo, nos dia 14 e 15 de novembro.

Segundo a própria programação do MIS: "Com enfoque nas publicações e experiências visuais que primam pela ousadia e experimentação na área dos quadrinhos, o MIS realiza a Feira Des.Gráfica, com curadoria geral de Rafael Coutinho e parceria com as editoras Antílope e UgraPress.

O objetivo da Feira é dar espaço à quadrinhos, publicações e autores de diversas áreas e que, de alguma forma, também desenvolvem trabalhos narrativos de experimentação gráfico-visual. Além disso, trazer para perto do público não só as editoras, mas artistas e livros com enfoque na autoralidade e no posicionamento alternativo de seus artistas, que refletem na própria idealização da feira, que se diferencia de outras similares do setor por seu olhar focado nas múltiplas facetas da narrativa sequencial.


A iniciativa do MIS pretende celebrar a volumosa produção de quadrinhos do país além de identificar conteúdos pioneiros e vanguardistas da produção editorial narrativa e fazer disso uma grandiosa festa visual e sensorial".

O evento será realizado no estacionamento do museu e a área estará coberta. Estarei na MESA 7 conforme o mapa da disposição do local e acompanhado de muitos(as) artistas e quadrinistas talentosos!

Confira todos os nomes no cartaz! Acho que será um evento bem legal para se aproveitar nesse feriado "meioqueemendado". Nos vemos por lá!

Um abraço.

Luciano Salles.

7.11.16

Nos vemos na CCXP – MESA B1

Luciano Salles na MESA B1 da CCXP
Olá, tudo bem?

Entre um afazer e outro, ontem (domingo) percebi que a Comic Con Experience já está ai!

Estarei no Artists' Alley na MESA B1 durante todo evento. Comigo você encontrará meus quadrinhos O Quarto Vivente e Limiar: Dark Matter, os prints que estou fazendo para o evento (junto desses prints levarei os seus respectivos originais para um possível comprador) e, uma novidade.

Essa novidade é que arrumando umas caixas com desenhos originais, impressões, cadernos de rascunhos e alguns bonecos para as minhas HQ, achei uma edição lacrada de Luzcia, a Dona do Boteco.

Mapa do Artists Alley com destaque para onde ficarei: MESA B1
Vou decidir como fazer para vender, de uma maneira justa, esse fóssil da HQzine na Comic Con Experience. Se você tiver uma sugestão sobre como fazer para eu vender no evento, por favor, deixe ali nos comentários.

Bom a CCXP já chegou e ainda não providenciei a impressão dos prints. Também falta eu fazer dois desenhos exclusivos para o evento. Já fiz três que são: BatgirlDr. Estranho e o Tetsuo (Akira). Essa semana eu tento fechar o quarto print. Espero que eu consiga!

Esse ano só será possível minha ida para o evento devido ao apoio cultural da Escola Peuri Domus (muito obrigado Mônica, beijo!) e ao apoio da World Game (Valeu Leo, fenomenal!)

Ah, dois lembretes:

1. A Loja Online do blog está com FRETE GRÁTIS.
2. Dia 12/11 estarei em Limeira para um bate-papo no Espaço Nerd. Fica o convite!

Um abraço e até a CCXP na MESA B1!

Luciano Salles.

3.11.16

Minha nova História em Quadrinhos


Olá camarada, tudo bem?

Um post rápido e rasteio: Estou escrevendo o roteiro da minha nova HQ.

Ainda não tenho prazo de lançamento, se será independente, por editora, financiamento coletivo ou qualquer outra informação. O que sei é que estou bastante satisfeito com o desenvolvimento do script e da trama.

Após o fechamento do arco ou da trilogia e há quase um ano sem desenhar nada sequencial, estou empolgado e feliz com o conteúdo do novo material que irei apresentar.

É isso! Fique a vontade para comentar aqui no blog.

Um abraço.

Luciano Salles.

31.10.16

Bate-papo em Limeira (SP) + frete grátis em toda Loja Online do blog

Banner de divulgação do Espaço Nerd
Olá, tudo bem?

No dia 12 de novembro, às 14h, estarei na cidade de Limeira, no Espaço Nerd, para um bate-papo sobre meu processo de trabalho, quadrinhos, o mercado independente, quadrinhos de autor e o tudo mais por onde a conversa levar. Logo após haverá uma sessão de autógrafos. 

Levarei meus quadrinhos O Quarto Vivente, Limiar: Dark Matter, alguns originais e também alguns prints para a venda.

E falando em vendas, a partir de hoje, toda Loja Online do blog está com FRETE GRÁTIS!

Espero que tenha gostado da novidade e fique a vontade para deixar seus comentários.

Um abraço.

Luciano Salles.

27.10.16

Limiar: Dark Matter com 2 prints na faixa e frete grátis!

Limiar: Dark Matter + 2 prints sortidos
Olá camarada, tudo bem?

Arrumando as coisas aqui no meu estúdio encontrei alguns prints no tamanho A4 que fiz para a CCXP do ano passado e alguns que fiz esse ano. São quatros desenhos sendo Batman Vs Superman, Kamala Khan (a nova Ms. Marvel), Spider-man e Demolidor (Netflix).

Decidi então fazer a seguinte promoção: compre um exemplar de Limiar: Dark Matter (R$35,00) e ganhe dois prints sortidos na faixa.

Tudo vai autografado bonitinho e direto para o seu endereço com FRETE GRÁTIS.
O detalhe é que são apenas 10 exemplares para essa promoção! Então, se acabar, acabou!





Garanta agora seu combo e economize quase 54%!
Quer ver uma conta rápida?

R$35,00 – Limiar: Dark Matter
R$15,00 – Print 01
R$15,00 – Print 02
R$10,00 – Postagem (aproximadamente)
R$75,00 – Total

Promoção válida somente para compras dentro do território nacional e enquanto durar as dez unidades. Qualquer dúvida é só deixar uma mensagem aqui nos comentários.

Ah, quer uma dica? Dê quadrinhos de presente!

Um abraço!

Luciano Salles.

24.10.16

Novo print para a CCXP: Tetsuo

Tetsuo Shima por Luciano Salles
[Atualizado em 26/10/2016]

Olá camarada.

Sabe, alguns desenhos dão certo trabalho. Agora, finalmente, cheguei ao ponto que queria com esse Tetsuo. Insisti de teimoso.

Girei um pouco o desenho, ampliei um tanto e perdi bastante do fundo mas desta forma fiquei mais contente com o resultado. Mexi também um pouco na cores.

Espero que tenha gostado. Fique a vontade para comentar o que achou dessa que é a versão final.

Um abraço!

Luciano Salles.






Olá, tudo bem?

Há pouco tempo escrevi um post que sobre esse desenho do Tetsuo. A postagem dizia se eu usaria esse desenho ou faria outro que levaria para a CCXP. Fui editar a postagem e por algum motivo ela perdeu todo o conteúdo que não consegui recuperar. Haviam comentários na publicação e perdi tudo. 

Como fiz as cores para o Tetsuo, decidi fazer esse novo post. Ainda não tenho certeza se usarei esse ou um novo desenho com o personagem. Uma pena ter perdido o post antigo mas agora esse tem várias etapas do desenho, um pequeno vídeo e uma surpresa que recebi hoje: o mesmo desenho colorido por Gustavo Magalhães, que você pode conferir logo abaixo. Muito obrigado pela surpresa Gustavo, fico honrado!

Fique a vontade para deixar seu comentário. Com certeza será respondido!

Um abraço.

Luciano Salles.

Tetsuo Shima por Luciano Salles
Imagem inteira sem cortes
Tetsuo Shima por Luciano Salles
Imagem inteira sem cortes



















Finalizando o nanquim
Lápis





















Recebi essa versão colorida
pelo Gustavo Magalhães





















Um vídeo publicado por Luciano Salles (@lucianosalles) em

22.10.16

Com foi a Oficina no SESC Campinas?

Oficina de Quadrinho de Autor e Publicação Independente no SESC Campinas
Oficina de Quadrinho de Autor e Publicação Independente
no SESC Campinas
Olá, tudo bem?

Respondendo a pergunta do título do post, a oficina foi fantástica!

Apesar de ter acontecido em uma quarta e quinta-feira, num horário não tão favorável – das 16h às 19h – o público foi ótimo.

Uma baita turma entendida de quadrinhos e processos. A oficina, por si só, aconteceu como dois dias de boas trocas de informações onde apenas coordenei como publicar uma história em quadrinhos, desde a ideia da história até vender seu trabalho.

A unidade do SESC Campinas é linda e preciso ressaltar que fui muito bem atendido por todos, dando o destaque para a Valquíria, que cuidou de tudo com a máxima atenção.

Muito obrigado a todos que prestigiaram a Oficina de Quadrinho de Autor e Publicação Independente e ao SESC Campinas.

Um abraço.

Luciano Salles.

10.10.16

Produção Independente de HQ no SESC Campinas

Olá, tudo bem?

Nos dias 19 e 20 de outubro de 2016 vou coordenar a oficina de produção independente de quadrinhos no SESC Campinas. Serão dois dias com três horas de duração onde vou abordar, em tópicos, as etapas de produção de uma (sua) HQ.

As vagas são limitadas por isso já garanta a sua inscrição neste link INSCREVA-SE!

Vou focar a oficina com base na minha experiência de auto publicação desde a ideia para a HQ assim como escrever o roteiro, desenho de páginas, diagramação, cuidados essenciais e detalhes realmente que dão resultados e os que não funcionam tão bem. Vou falar até o ponto de divulgação e distribuição de sua publicação.

Levarei todas as minhas publicações independentes, páginas originais, exemplos de roteiros e muito mais que possa interessar na sua publicação. A intensão é fazer da oficina um grande bate-papo para dirimir dúvidas básicas até as que eu não puder responder.

Espero você na oficina! Compartilhe com seus amigos de Campinas e região. Qualquer dúvida é só deixar aqui nos comentários.

Um abraço.

Luciano Salles.

6.10.16

Donald Trump = "Minis Napoleões" de internet

Donald Trump por Luciano Salles
Donald Trump por Luciano Salles
Olá, tudo bem?

O que é o poder? Qual a intensidade provada deste que o faz desviar de conduta ou inclinar agudamente seu comportamento? A democrática internet fornece a dose mínima e letal deste fenômeno. O poder das mídias sociais é alguma coisa que me faz, por vezes, atônito. 

Claro que participo de redes sociais. Estou escrevendo no meu blog e depois disso compartilho o conteúdo nessas redes. Meu trabalho precisa disso. Vivo somente pela minha arte que preciso divulgar bem e de forma coordenada.

Mas voltando ao título do post, o comportamento do candidato Donald Trump a presidência dos Estados Unidos, por diversas vezes, me faz associar a prática de muitos (principalmente) no Facebook. O mínimo poder que a internet lhe concede para escrever o que quiser, seja com embasamento ou não, discutir e discutir e discutir sem tentar entender uma posição contrária, sem tentar aceitar que uma outra opinião se sobrepõe a sua é algo assustador. 

Donald Trump por Luciano Salles
Donald Trump por Luciano Salles
É o que chamo de Minis Napoleões.

São certeza concretas, amarradas e literalmente indestrutíveis. Outrossim, verdades indiscutíveis. E lentamente isso tem migrado e criado nichos estranhos e bizarros aqui na vida real. Essa nova doença, elevada a enésima potência, se materializa em uma imagem como a de Donald Trump.

Fique a vontade para deixar seu comentário sobre o desenho ou mesmo o texto. 

Um abraço!

Luciano Salles. 

2.10.16

Desenho para o interior do encarte do álbum REMONTA, de Liniker e os Caramelows

Desenho para o disco Remonta, banda da amiga Liniker e os Caramelows
Foto da gravação no Red bull Studios
por Luciano Salles
Olá, tudo bem?

Há um ano uma amiga que você provavelmente já ouviu cantar e iluminar o ambiente por onde passa, lançava um single em vídeo no Facebook. Junto da trupe de outros amigos aqui de Araraquara, surgia a banda Liniker e os Caramelows.

Acompanhei tudo de perto, fui a muitos ensaios (que acontecem na casa do meu irmão de alma e hoje cunhado, Pericles Zuanon) e vi muita coisa acontecer.

Quando a banda estava gravando o disco Remonta no Red bull Studios São Paulo, fomos eu e minha esposa Lilian Penteado, para acompanhar o dia com eles e  a gravação. Enquanto o dia se desenrolava no estúdio, notei que alguns integrantes conversavam sobre a arte do disco, cores e vários outros aspectos que envolveria a mídia física, ou seja, o álbum. Em determinado momento, o baixista e também um dos produtores da banda, Rafael Barone, veio até o sofá onde eu estava e me perguntou o que eu achava que deveria resumir em uma imagem tudo aquilo o que estava ouvindo.


Disse que ficaria atento para todas as sensações que me tomasse para depois passar para ele. E foi assim. O dia foi passando, ouvi praticamente o disco todo que não estava nem mixado e pude perceber e sentir muito ali.

Passar o dia com amigos e música é aquela mistura mágica em que as horas tomam forma de segundos e pronto, já havia escurecido e encerrado a sessão de gravação. Voltamos para Araraquara e me antecipei ao convite que me fariam no dia seguinte: faria o desenho que fica dentro do encarte do disco. Recebi da produtora as diretrizes e paleta de cor do que deveria fazer.

Foto do encarte de REMONTA


O que aconteceu foi que siga a risca a paleta de cor e mas não o que queriam para o desenho. Havia ouvido o disco, conhecia a origem das músicas composta pela Liniker e saber que aquele disco estaria em breve nas mãos de muitas pessoas que podem ou poderiam estar passando por tudo que a Liniker passou, exigiria algo mais intuitivo de mim.

Quando sentei para desenhar fiquei pensando: como será que é ser negro, gay e uma pessoa que viveu dificuldades financeiras na vida? Por mais que tentasse imaginar ou mesmo tentar fazer esse exercício mental, nunca saberia, impossível. Decidi partir para o fato de o desenho estar enclausurado em determinado espaço físico da caixinha do CD. Foi dessa forma que pensei e desenhar um corpo se contorcendo (para além dos limites humanos) tentando se encaixar, para se encontrar, se aceitar e por que não, se Remontar? O intento de se moldar aos parâmetros mas quebrando toda estética aguardada, quase como se fosse um segundo nascimento, não um nascimento instintivo e programado pelo tempo da natureza e sim, com uma consciência emocional, atemporal e corporal.

Desejo sinceramente que alguém que tenha o disco e esteja ouvindo as músicas, olhando para o desenho do encarte, se questione, se aceite, abrace de supetão seu amor logo ao lado, ligue para a pessoa ideal para confessar seus desejos, aflições e amores de vida.

Seu comentário é sempre muito bem vindo!

Um abraço.

Luciano Salles.

22.9.16

Doutor Estranho é o segundo print exclusivo para a CCXP

Doutor Estranho por Luciano Salles
Dr. Estranho por Luciano Salles
Olá, tudo bem?

A Comic Con Experience está chegando e esse é o segundo print exclusivo para o evento. Sempre é complicado decidir o que vou desenhar e como estou no maior Artists' Alley das Américas, penso em algo ligado aos super-heróis e a cultura pop, que é o que fomentam toda a CCXP.

O Dr. Estranho é (ou era) um personagem linha B da Marvel e foi a partir da Graphic Marvel (acho que se chamava assim na época) Tormento e Triunfo, uma HQ publicada em 1989 e que consagraria Mike Mignola, que passei a admirar o mestre das magias.

Lembro perfeitamente quando comprei essa revista e simplesmente surtei vendo os desenhos do gibi. Vinculando tudo isso ao fato do trailer do filme ser foda, decidi fazer essa arte para a CCXP. Assista ao vídeo de um pouco da arte-final. Espero que goste!

Um abraço.

Luciano Salles.

Sketch final para o desenho
Doutor Estranho por Luciano Salles
Dr. Estranho por Luciano Salles

























Rascunhos do rosto
Primeira ideia do desenho na página





















Um vídeo publicado por Luciano Salles (@lucianosalles) em

21.9.16

Quadrinhos fofinhos X Quadrinhos "cabeça"

Recorte de L'Amour: 12 oz, de Luciano Salles publicado pela Editora MINO
Olá camarada, tudo bem?

Antes de tudo preciso revelar que o título do post foi um meticuloso chamariz pra te atrair para algo que vem me incomodando.

Por quais motivos acontece de hierarquizar tipos e gêneros de histórias em quadrinhos angariando assim certos rancores e caras viradas?

Posso ser paranóico (ou estar literalmente viajando) mas tenho percebido isso: certos graus de importância para determinados gêneros de publicação e desmerecimento de outros, algo que acho extremamente bizarro e que segue exatamente na contramão do que nosso pequeno mercado dos quadrinhos precisa.

Uma HQ direcionada para um determinado público deve ou tenta agradar essa tal demanda e não deveria gerar um descontentamento de outros que não consumirão essa publicação, sejam leitores, autores ou editores. 

Vou tentar exemplificar:

Um leitor(a), autor(a) ou editor(a) que tem preferência por quadrinhos de terror e publica isso ou consome, não deveria se opor a quem produz, por exemplo, um dos ditos "quadrinhos fofinhos". E isso para todos os gêneros. Uma pessoa que escreve, leia ou edite quadrinhos herméticos deve fazer isso bem feito e não criticar quem escreve, leia ou edite quadrinhos de heróis, novamente aqui um outro exemplo. 

No Japão há todos os tipos de quadrinhos. Para idosos, para crianças, para quem gosta de esportes, robôs, fantasmas, "difíceis", eróticos, herméticos, pornográficos, cabeça, suspense e todos os tipos de enredos que possa imaginar. Isso é demais de saudável para um mercado saudável e que pretende crescer.

Não tenho o conhecimento se existe um autor(a) japonês(esa) que publica quadrinhos eróticos grotesco e, por esse fato, ignore um quadrinista que trabalhe com tema fantasiosos.

Você pode não gostar do estilo de tal autor(a) ou do seu trabalho mas isso não lhe dá o direito de ignorar essa pessoa ou mesmo repugnar ou desdenhar seu trabalho. Há espaço para todos nesse mercado, somos todos colegas e educação é primordial pra tudo. O que não podemos é coadunar com conchavos, panelas e favorecimentos. Afinal, fazemos o mesmo trabalho com apenas temas diferentes. Fazemos e lemos histórias em quadrinhos ou gibis.

Posso estar louco, paranóico ou mesmo escrevendo um apanhado de asneiras e aliás, torço para que esteja digitando bobagens e que isso seja somente aflições da minha cabeça.  Um mercado forte de histórias em quadrinhos se faz com a diversidade de temas, formatos, gêneros, ousadias, quebras de paradigmas e com todos os tipos de autores, leitores e editores, sempre é claro, prezando pela excelência dos trabalhos.

E um pequeno adendo usando minhas HQ como exemplo: o fato de eu ter publicado um fanzine com uma história de suspense/terror e depois publicar três revistas herméticas e distópicas, não significa que tenha que sempre seguir nessa toada, certo?

É isso camarada!

Fique livre para deixar suas percepções nos comentários.
Um detalhe: se estiver logado no Facebook no momento que for comentar, isso pode ser feito através do seu perfil. Assim, deixe seu Facebook ligado e comente aqui no blog pois isso facilita para você saber que eu respondi seu comentário.

Um abraço.

Luciano Salles.