Luciano Salles é quadrinista, ilustrador freelancer da Folha de S.Paulo e 1/3 da Produtora Cultural e editora Memento 832.
Autor das histórias em quadrinhos EUDAIMONIA (2017, Publicação Independente/Catarse), Limiar: Dark Matter (2015, Publicação Independente), L'Amour: 12 oz (2014, MINO) indicada ao 27º HQMIX, O Quarto Vivente (2013, Publicação Independente) indicada ao 26º HQMIX e da HQzine Luzcia, a Dona do Boteco (2012, Publicação Independente), indicada ao 27º HQMIX.

23.5.18

Olha essa cadeira que chegou aqui no estúdio!

Olá, tudo bem?

Se você acompanha o blog, sabe que vou para os eventos de quadrinhos com apoiadores culturais ou, se preferir, patrocinadores. Essa semana tenho a felicidade de apresentar mais um destes apoiadores culturais, que entendem o quanto difícil é viver exclusivamente de arte e assim, apoiam e apostam no meu trabalho como quadrinista e ilustrador.

Portal Informática fica em Araraquara, na rua Capitão José Sabino, 283


A Portal Informática, como o próprio nome diz, é uma empresa que atende na venda de computadores, manutenção e tem todos os suprimentos que imaginar. Entretanto, além disso, eles atendem aos gamers e tem a Arena Portal Informática onde organizam eventos, campeonatos online, treinamentos para times e muito mais. Se você gosta de jogar online e é de Araraquara, precisa conhecer esse espaço!

Vou ser sincero, há anos que não jogo e meu último console foi um Intellivision, isso no começo dos anos 80! Eu adorava aquilo e joguei muito Astrosmash, Tron, Master Of The Universe, Night Stalker, Snafu (que tinha a melhor música já feita para jogos e que eu adorava): escute aqui e tire sua conclusão) e Triple Action. Se clicar no nome dos jogos pode conferir os vídeos no youtube, inclusive (se não conhece o Intellivision), veja o console aqui.



Voltando ao apoio da Portal, veja a cadeira que eles enviaram para eu usar no meu estúdio. Uma Cadeira Gamer DT3 Sport GTSEssas cadeiras que os gamers usam são fantásticas! Acho que pelo fato de passarem horas sentados, jogando, elas são feitas com uma resistência extra na espuma, tem um acabamento e conforto incrível, muito melhor do que a anterior que eu usava.

É isso! Fico por aqui e agradeço a parceria com meu novo apoiador cultural,  Portal Informática, e se ficou curioso sobre algum aspecto, é só deixar sua pergunta nos comentários. 

Grande abraço!

Luciano Salles.

15.5.18

Space Ghost e Blip

Space Ghost e Blip por Luciano Salles
Olá, tudo bem?

Space Ghost foi um dos desenhos que mais assisti no começo dos anos 80 e foi assim até 1985. A pouco mais de um mês, pensei que seria legal desenhar o herói, piloto do Cruzador Fantasma. Ao mesmo tempo, a ideia de fazer um The Savage Dragon também me animava.

Decidi fazer uma enquete no Facebook para conhecer o resultado de qual desenho faria. O que não imaginava é que o Space Ghost ganharia tão facilmente!

Enquanto trabalhava neste desenho (e também em outros trabalhos), comecei a perceber e a finalmente entender meu traço. Parece ser um papo de doido isso mas saquei algumas coisas que não percebia.

É bem provável que uma leve mudança nos meus desenhos finalizados sejam percebidos e acredito que isso só venha a contribuir com o meu trabalho.

Ah! Esse desenho vai ser um dos prints que levarei para o FIQ 2018!

Espero que tenha gostado do desenho. Se não conhece o herói, é só digitar no Google e assistir alguns desenhos no Youtube. Só lembrando que é um desenho produzido em 1966 então a pegada é outra. Vale a pena!

E como sempre tudo tem um fim, muito obrigado por sua visita. Fique a vontade para deixar seu comentário, seja ele qual for. Pode ser sobre o desenho ou o texto, sobre o conteúdo e quantidade das postagens, a diagramação e o que mais achar legal deixar registrado. Você pode seguir o blog, cadastrar para receber o conteúdo de cada atualização em seu e-mail ou mesmo adicionar em sua aba de favoritos.

Fico por aqui!

Um abraço.

Luciano Salles.

Space Ghost e Blip por Luciano Salles

Sketch podrera por Luciano Salles
























Sketch podrera por Luciano Salles
Sketch podrera por Luciano Salles

13.5.18

FIQ 2018: minha terceira participação e na MESA 82

FIQ 2013
Olá, tudo bem?

Essa vai ser minha terceira participação como artista no Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte. Meu primeiro evento foi em 2013 onde apresentava O Quarto Vivente, participava da exposição Ícones dos Quadrinhos e também da edição do álbum Mônica(s). Foi um evento incrível para um recente artista que caia de paraquedas entre tantos autores que admirava e ainda admiro.

Em 2015, estava novamente no festival apresentando minha nova HQ Limiar: Dark Matter. Estava também com L'Amour: 12 oz que havia sido publicada em 2014 pela Editora MINO. Para 2018 apresentarei meu novo quadrinho EUDAIMONIA, novos prints e algumas poucas edições de O Quarto Vivente e Dark Matter.

FIQ 2015
De 2013 para 2018 aprendi muito sobre fazer quadrinhos e ainda me considero um iniciante. Meu desenho está em constante procura do melhor e mais coeso traço, busco incansavelmente formas de melhorar meus roteiros, enquadramentos, sempre na tentativa  de sintonizar as boas ideias para contar e assim apresentar um bom quadrinho.

Desde a minha primeira participação, vi o surgimento de muito quadrinistas. Alguns vão sumindo e não publicam mais, outros se mantem sempre crescendo em seus processos.

Particularmente, eu não tenho como mensurar isso dentro do meu trabalho até porque um quadrinho meu só pode ser validado pelo mais distante observador/leitor que a obra vier a ter.

Nos vemos em Belo Horizonte, de 30 de maio a 03 de junho, na Serraria Souza Pinto.

Estarei na MESA 82!
Um abraço.

Luciano Salles.



1.5.18

A megalomania de um bonsai de outono – painel para o SESC Araraquara

A megalomania de um bonsai de outono por Luciano Salles
Olá, tudo bem?

Hoje a unidade do SESC Araraquara abriu com o painel "A megalomania de um bonsai de outono" instalado. O pedido veio como um ajuste operacional para o melhor funcionamento da unidade, o que foi feito com a adesivagem de um painel de aproximadamente 44m². A ideia inicial era como se um jardim vertical se erguesse nas esquadrias da escada porém a ideia de um bonsai megalomaníaco venceu.

A megalomania de um bonsai de outono por Luciano Salles
Apesar do tamanho final, a peça deveria ser sutil, delicada, que não interferisse na iluminação da escada e nas programações de forma abrupta. Penso que a intenção foi alcançada e o resultado ficou lindo.

Registro aqui meu agradecimento pelo convite e confiança da gerencia da unidade em me propor o desafio e também, deixar o convite para conhecer o painel e aproveitar a programação do SESC Araraquara.
Lápis da página 02 por Luciano Salles

Deixe seus comentários, assine o blog ou acompanhe todas as postagens cadastrando seu e-mail.

Um abraço.

Luciano Salles.




Teste Kindle Unlimited de graça por 30 dias!













Arte finalizando por Luciano Salles
Instalação pela VISUAL Comunicação


















Instalação
Área total ocupada pela adesivagem

24.4.18

The Savage Dragon X Space Ghost

The Savage Dragon por Luciano Salles
Olá, Tudo bem?

Há uma semana fiz uma enquete perguntando qual personagem seria legal para um desenho: The Savage Dragon ou o Space Ghost? Bem, o Space Ghost ganhou de lavada.

Depois da enquete, fiquei com uma imensa vontade de desenhar o Dragon, personagem criado por Erik Larsen. Sempre gostei de como o autor conduzia sua criação e não é a toa que o título se mantém até hoje escrito pelo mesmo.

Gosto da simplicidade do quadrinho. Um homem verde achado por um policial em um pasto e que também se torna um oficial da policia de Chicago. A partir de então é só pancadaria com muitos monstros. A história não é tão sintética assim mas é bem por aí.

Um detalhe que gosto é a desproporcionalidade natural que o personagem tem. Pernas curtas e uma cintura estreita perto do seu tronco imenso.


Comentário do Erik Larsen
Curiosidade: o próprio Erik Larsen comentou no meu Twitter sobre o desenho. 

Ah, o Space Ghost também será desenhado e logo faço um post com a arte aqui no blog.

Um abraço!

Luciano Salles.











Único sketch podrera














2.4.18

Lobo Solitário e Daigoro

Itto Ogami e Daigoro por Luciano Salles
Olá.

Há bastante tempo que compro mais quadrinho japonês do que de outras nacionalidades e desde quando a Panini relançou Lobo Solitário, estou indo a banca buscar meus exemplares. É uma HQ fantástica.

Fiz esse desenho do Itto Ogami e seu filho Daigoro após ter entregado um trabalho encomendado e depois de algumas tentativas de sketches. Quando comecei a pensar o desenho, meu traço estava duro e sem a fluidez que queria e que a peça necessitava. Você pode acompanhar a rigidez dos traços pelos rascunhos que  disponibilizei no final da postagem.

Feito o desenho, era hora da colorização. Após ter finalizado as cores, enviei uma mensagem para meu amigo e "parça" Marcelo Maiolo, colorista de mão cheia e que assina nem sei quantos títulos para a Marvel, DC Comics, Image e tantas outras editoras. O processo de colorização é sempre o mais sofrido pra mim e o Maiolo deu o aval de que estava pronto e finalizado o desenho com as cores que havia escolhido. Ter um OK desse meu "parça" facilita demais em saber quando parar.
Itto Ogami e Daigoro por Luciano Salles – Versão PB

Quando digo que o aval do colorista me ajuda –mesmo ele não tendo feito nada no trabalho –, é que as cores são pra mim, o processo que mais demanda energia em todo processo.

O meu desenho é a versão PB e pronto (que aliás, o desenho original está a venda. É só enviar um e-mail para lucianosalles@dimensaolimbo.com) É essa versão que você pode conferir logo ao lado. Veja bem, não é que não gosto de colorir. Eu gosto mas é que dependendo do profissional que faça as cores, isso só fará que seu desenho ganhe em potencial.

Sketches duros!

Logo abaixo você pode conferir os três rascunhos que fiz para chegar no desenho final. Também pode perceber que o sketch 03 nem tem nada a ver com o desenho final mas foi a partir dele que a cheguei onde queria. Como disse, estava com o traço todo duro e esses rascunhos super rápido que faço não são nada bons para que a fluidez do meu traço venha. O pincel é que realmente me ajuda na sutileza e levaeza que pretendo impor ao desenho.

Sketch duro 01
Print?

Penso que esse desenho tenha potencial para um possível print que possa levar para o FIQ 2018. O festival já é no final do mês que vem e é hora de começar a acertar a logística no calendário.

Enfim, é isso! Vou ficando por aqui mas antes gostaria de perguntar: gostou do post? Você acha legal quando apresento esse rascunhos podrera que faço para chegar ao desenho final? E acha legal mais postagens deste tipo?

Deixe suas impressões nos comentários.

Um abraço.

Luciano Salles.



Sketch duro 02
Sketch duro 03

1.4.18

Resenha de EUDAIMONIA pelo site Castelo de Cartas

Foto retirada do twitter da Camila Loricchio
Olá.

No dia 27 de março saiu mais uma resenha bem legal sobre meu novo quadrinho. Foi no Castelo de Cartas, um site que até então eu não conhecia. Aliás, vale a ressalva pelo site muito bem feito e com conteúdo.

Quem cuida de tudo é a Camila Loricchio que é escritora é lançou seu livro Castelo de Cartas financiado pelo Catarse. Esse é o link para você adquirir seu exemplar do livro: https://goo.gl/tXdt8x.

No site você ainda pode conferir contos da autora e outros(as) colaboradores(as).

A resenha está logo abaixo mas deixo o convite para conhecer o Castelo de Cartas. Você pode aproveitar e ler a resenha por lá!

Vamos para o texto da Camila:

"Com aquele gore simpático, um traço lindão, e a melhor dona de buteco que você vai conhecer, Eudaimonia foi mais um projeto apoiado no Catarse que adorei ler.

Sinopse: Piwl-Pa-Col é o nome de um estranho e solitário caçador que falha na tentativa de abater “uma parte” de sua presa. Ele tem apenas uma segunda chance para o sucesso de sua caçada e, não por acaso, contará com a ajuda de uma inusitada parceira chamada Luzcia, a dona de um boteco.

Luzcia é a melhor dona de bar que já vi. Ela é firmeza. Tem os problemas da idade, a bem da verdade, mas quem não os tem desde os 20 anos hoje em dia… Mas não leva desaforo pra casa nem nada.

Ela apareceu em outra hq do Luciano Salles, o autor, mas como Eudaimonia foi meu primeiro contato com a obra dele, foi também meu primeiro encontro com ela. Logo que ela aparece já chega com uns verbos em segunda pessoa magníficos, reclamando das artrites, de que vão parar de fornecer os medicamentos, e Piwl-Pa-Col (por algum motivo desconhecido) vai parar na frente do seu bar com uma segunda chance pra uma missão.

“Mas és um mentecapto, ahn? Olhes essa muralha! Agora percebas este velho poço de dores que tens no colo! Achas que vais entrar só porque tens uma segunda chance para fazer o que tem de fazerdes? És isso? Não podes falhar agora, és isso?”
Eudaimonia, Luciano Salles

A história é super rápida, você começa no fim da primeira tentativa falha de Piwl… bem, dele. E a partir daí você desce de carona alucinadamente pra tentar entender o que está acontecendo, quem são aquelas pessoas, por que ele tem uma segunda chance, por que as chaves funcionam, por que ele usa roupa de leopardo, por que tem um leopardo de verdade na capa, por que… enfim. São muitos porquês. E quando você chega ao final, nem todos os porquês são respondidos, a bem da verdade, mas não tem problema. Nenhuma das personagens está lá pra respondê-los.

Você termina o quadrinho se perguntando uma penca de coisa e querendo ver mais, tentar entender as suas dúvidas, acompanhar o depois de tudo. E isso é que é o melhor. Quando a gente relê vai pegando umas nuances, tentando entender porque tal personagem fez tal coisa… e o final. O que acontece no final?

Eu acabei com algumas teorias do depois que me deixaram querendo ver a sequência, admito haha
O traço é aquele super detalhado, que você perde tempo vendo como cada linha encaixa na outra e imergindo na história.

Enfim, Eudaimonia foi mais um projeto que ajudei no Catarse pela curiosidade e que foi bem recompensada. 🙂 

EUDAIMONIA por Luciano Salles
Agora é conferir os outros trabalhos do autor e ver mais de Luzcia. haha

Aguardando um tutorial de rasga-bucho com Luzcia."

E aí, se interessou por EUDAIMONIA? Você pode adquirir seu exemplar pela minha loja na Amazon ou clicando em cima da capa da revista.

Como sou eu mesmo que envio o livro, o mesmo vai autografado com dedicatória e um sketch na revista.

Seu comentário é sempre muito bem vindo!

Um abraço.

Luciano Salles.