Luciano Salles é quadrinista, ilustrador freelancer da Folha de S.Paulo e 1/3 da Produtora Cultural Memento 832.
Autor das Histórias em Quadrinhos Limiar: Dark Matter (2015, Publicação Independente), L'Amour: 12 oz (2014, MINO) indicada ao 27º HQMIX, O Quarto Vivente (2013, Publicação Independente) indicada ao 26º HQMIX e da HQzine Luzcia, a Dona do Boteco (2012, Publicação Independente), indicada ao 27º HQMIX.

17.2.17

@realDonaldTrump – reflexões após seguir a conta do Twitter do 45º presidente dos Estados Unidos

Donald Trump por Luciano Salles
Donald Trump por Luciano Salles
Olá, tudo bem?

Há algumas semanas, comecei a seguir a conta do Twitter do 45º presidente dos Estados Unidos, Donald J. Trump.

Tenho estado atento na velocidade das informações e a forma como as coisas estão se impondo e, se sobrepondo.

Adianto que não tenho uma formação como antropólogo, sociólogo ou qualquer disciplina que estuda os comportamentos do homem e por isso, nunca emito opiniões em redes sociais sobre a polêmica da semana.

Tenho uma formação específica na área de exatas e trabalhei por anos dentro de instituições bancárias, sempre imerso em lógica, números e normas.

Usei os dois parágrafos anteriores para ratificar que não tenho embasamento nenhum sobre o comportamento do homem e da sociedade que habita o planeta. Escrevi tudo isso para dizer que a cada dia percebo que a ausência da culpa se consolidou. Seja de um internauta escolhido randomicamente ou um ditador sanguinolento.

Pense, leia somente um livro de cada vez e sem estar com a internet ligada ou em frente a TV. Escute um novo álbum musical lendo as letras e somente isso. Esteja no foco. Esteja atento. Esteja vivo.

Um grande abraço.

Luciano Salles.

4 comentários:

  1. "Pense, leia somente um livro de cada vez e sem estar com a internet ligada ou em frente a TV. Escute um novo álbum musical lendo as letras e somente isso. Esteja no foco. Esteja atento. Esteja vivo."

    Precisava ouvir algo assim, obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lucas. Tudo bem?

      Que bom que gostou do texto e de certa forma o ajudou.

      Um abraço!

      Excluir
  2. Em tempos de modernidade líquida vislumbrada por Bauman, estar focado se tornou uma habilidade ímpar. Mais ainda, a humanidade está caindo no conto da "tecnologia salvadora e solucionadora de todos os problemas", porém a percepção de que tudo possa ruir se tornou escassa. Devemos ver a nossa realidade digital e altamente veloz de modo crítico. Logicamente, reconhecendo todo o seu valor, mas sabendo que o progresso pode também ser sinônimo de retrocesso.

    Thiago Alencar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Thiago. Tudo bem?

      Bauman, como sempre, genial. É isso, temos que nos perceber em cada ação, tomando o foco e sendo o verdadeiro conduto das nossas opções.

      Muito obrigado pelo comentário aqui no blog.

      Um abraço!

      Excluir