Luciano Salles é quadrinista, ilustrador freelancer da Folha de S.Paulo e 1/3 da Produtora Cultural Memento 832.
Autor das Histórias em Quadrinhos Limiar: Dark Matter (2015, Publicação Independente), L'Amour: 12 oz (2014, MINO) indicada ao 27º HQMIX, O Quarto Vivente (2013, Publicação Independente) indicada ao 26º HQMIX e da HQzine Luzcia, a Dona do Boteco (2012, Publicação Independente), indicada ao 27º HQMIX.

26.2.17

Ilustrações para a Folha de S.Paulo: "And the Oscar goes to..."

Ilustração por Luciano Salles
Ilustração para capa da Ilustrada,
da Folha de S.Paulo, por Luciano Salles
Olá, tudo bem?

Na quinta-feira, às 21h, recebi uma mensagem da editora da Folha de S.Paulo me convidando fazer a arte da capa do caderno de cultura Ilustrada. Topei, finalizei o curso de quadrinhos que estava conduzindo na Memento 832 e já logo às 4h da manhã, sentei para começar a desenhar pois tinha de entregar a arte finalizada às 15h.

Corrido, muito corrido, corrido pacas! Aproveito e abro aqui, um precedente para agradecer meu amigo ,cineasta e cinéfilo, Guilherme Bonini. Eu simplesmente não havia assistido nenhum filme indicado ao Oscar e a ilustração era exatamente sobre isso. Com a paciência de um monge, ele me passou as imagens que representariam os filmes em um primeiro olhar, uma breve sinopse de cada um com o que ele achava o melhor dos filmes.

Então, se esse trabalho somente aconteceu legal mesmo, foi pela paciência e camaradagem deste meu amigo mega talentoso!

"Gui, muito obrigado de coração!"

Ilustração por Luciano Salles
Ilustração para a capa da Folha de S.Paulo,
por Luciano Salles
Foto da capa da edição

























Foto da capa da Ilustrada
Voltando as ilustrações, não desenho digitalmente então o meu processo é old school. Já havia recebido o e-mail com as diretrizes para o desenho. Como sempre comento por aqui, gosto de antes de sentar para começar os trabalhos, já ter pensado todo o desenho e ter ele mentalmente pronto. Esse processo é mais fácil para mim e evito enfrentar uma pavorosa folha em branco. Mas como já havia recebido o briefing e o tempo só faz o café esfriar, tinha que desenhar. Desenhar praticamente sem pensar.


O briefing pedia que todo o desenho estivesse em layers separados. Então, para isso, fiz todas as peças isoladas para então montar tudo no Photoshop.

Finalizado esse trabalho, a editora me chamou novamente mas para agora, fazer a capa de edição. Achei legal pois manteria uma identidade visual com a ilustração lá dentro do jornal, na Ilustrada. Em um espaço todo torto e recortado, tive que montar uma "apoteose" do Oscar neste período de carnaval.

Deixe suas ponderações, dúvidas ou comentários logo abaixo que respondo para você!


"Rafe podrão" para aprovação da edição do jornal e
então para a capa da Folha de S.Paulo de 26/02/2017
Um abraço.

Luciano Salles.