Posts

Avatar para minhas redes sociais durante o mês de
novembro e CCXP17.

Olá, tudo bem?

Este é um mês de novembro bastante corrido aqui pra mim. Enquanto preparo as recompensas da campanha de financiamento coletivo de EUDAIMONIA, meu novo quadrinho, ao mesmo tempo vou arrumando tudo para mais uma Comic Con Experience.
É uma honra ter participado dos quatro eventos que já aconteceram e estou ainda mais feliz pois vou lançar oficialmente minha nova HQ na Spoiler Night.
Minha ida para a CCXP deste ano tem o apoio da Escola Pueri Domus de Arararaquara, SPLINE Multimídia e World Games.
A organização revelou o mapa do Artists’ Alley e estarei na MESA E44. Ali você vai encontrar meu novo quadrinho EUDAIMONIA, exemplares de O Quarto Vivente e Limiar: Dark Matter além de prints. Ah, vou tentar preparar dois prints novos e exclusivos para essa CCXP.
Mapa das mesas do Artists Alley
Espero você visitar minha mesa para bater um papo, comprar sua edição de EUDAIMONIA ou um print que tenha gostado.
Um abraço e nos vemos no evento!
Luciano Salles.

Pueri Domus AraraquaraSPLINE Multimídia e WorldGame
apoiam minha ida para a CCXP 2017.

Banner de divulgação do Espaço Nerd
Olá, tudo bem?
No dia 12 de novembro, às 14h, estarei na cidade de Limeira, no Espaço Nerd, para um bate-papo sobre meu processo de trabalho, quadrinhos, o mercado independente, quadrinhos de autor e o tudo mais por onde a conversa levar. Logo após haverá uma sessão de autógrafos. 
Levarei meus quadrinhos O Quarto Vivente, Limiar: Dark Matter, alguns originais e também alguns prints para a venda.
E falando em vendas, a partir de hoje, toda Loja Online do blog está com FRETE GRÁTIS!
Espero que tenha gostado da novidade e fique a vontade para deixar seus comentários.
Um abraço.
Luciano Salles.
Olá camarada, tudo certo?
Hoje vou palestrar e bater um bom papo sobre quadrinhos, ilustração, quadrinhos independentes e um pouco mais na ETEC de Leme. Fui visitar a escola com o professor e camarada Rafael Zoccoler, que aliás, me recebeu muito bem sendo extremamente cordial e atencioso.
Já na ETEC, fiquei impressionado com a estrutura do local, com as salas de aula, os laboratórios, equipamentos e todo complexo.
Então, se você é da cidade de Leme ou região, gosta de quadrinhos, é leitor de HQ, quer saber como publicar, como viver pelos quadrinhos, é só ir até a ETEC é assistir e participar sem custo algum do bate-papo.
Aguardo você.
Grande abraço!
Luciano Salles.

ETEC Leme em 4/11/15 – Foto por Renato Camozzi

ETEC Leme em 4/11/15 – Foto por Renato Camozzi

ETEC Leme em 4/11/15 – Foto por Renato Camozzi

ETEC Leme em 4/11/15 – Foto por Renato Camozzi

ETEC Leme em 4/11/15 – Foto por Renato Camozzi

ETEC Leme em 4/11/15 – Foto por Renato Camozzi

ETEC Leme em 4/11/15 – Foto por Renato Camozzi

ETEC Leme em 4/11/15 – Foto por Renato Camozzi

ETEC Leme em 4/11/15 – Foto por Renato Camozzi

ETEC Leme em 4/11/15 – Foto por Renato Camozzi

ETEC Leme em 4/11/15 – Foto por Renato Camozzi

ETEC Leme em 4/11/15 – Foto por Renato Camozzi

ETEC Leme em 4/11/15 – Foto por Renato Camozzi

ETEC Leme em 4/11/15 – Foto por Renato Camozzi

ETEC Leme em 4/11/15 – Foto por Renato Camozzi
Tintin por Luciano Salles

Olá camarada, tudo certo?

Vamos logo as novidades mas antes deixo o atalho para você conferir:
Limiar: Dark Matter [Novidades 01]
Limiar: Dark Matter [Novidades 02]

Seguindo a sequência numérica:

16. Você pode se perguntar o que o desenho do Tintin – que fiz há pouco tempo atrás – está fazendo neste post. Se prestar atenção, logo junto da minha assinatura verá que o Marcelo Maiolo coloriu o desenho. É isso mesmo! Limiar: Dark Matter será colorida pelo Maiolo. A parceria que iniciamos nas cores de L’Amour: 12 oz será continuada no meu novo trabalho.

17. Dia 04/06/2015 será divulgado aqui no blog o teaser de Limiar: Dark Matter já com as cores do Maiolo.

18. Hoje recebi um e-mail do FIQ – Festival Internacional de Quadrinhos – e logo após outro da Comic Con Experience confirmando que as propostas de ocupação das minhas mesas foram aprovadas! Então estarei em BH e São Paulo com a nova HQ. Isso é demais e possível graças ao apoio cultural da Mondrian Ambiente e da World Game.

19. Enquanto o quadrinho começa as receber as cores, finalizo os desenhos das últimas páginas da revista.

Por enquanto são essas as novidades. Confesso que estou muito animado! Espero que tenha gostado.

Grande abraço.

Luciano Salles.

História de Marcelo Caraciolo Tucci e arte pelo Eder

Olá, camarada, tudo certo?

E com muita felicidade que atualizo o bloguesaite com a notícia que vai sair a segunda edição da revista HQuê!

Esse foi um projeto que teve início em uma Oficina que conduzi no SESC Araraquara, em maio de 2014. O grupo formado na oficina se manteve e agora lança a segunda edição da revista. Uma coletânea com 12 histórias de até quatro páginas por autor.

Recebi o convite para escrever o posfácio desta segunda edição e ainda ganhei uma baita homenagem ao ser retratado na história do Marcelo Caraciolo Tucci, desenhada magistralmente pelo Eder e que você pode conferi aqui.

Ainda não há data para o lançamento da nova edição de HQuê, mas assim que souber, compartilho com vocês!

E exatamente em cima do que foi dito nesta postagem, ontem foi publicada a minha segunda coluna no Stout Club. Escrevi sobre o ‘Famigerado Mercado dos Quadrinhos Independentes’ e minha experiência com o mesmo.

Leia a coluna na integra direto no Stout Club e conheça essa beleza de site, onde há muito sobre fotografia, artes, quadrinhos, mulher bonita e música.

Grande abraço.

Luciano Salles.

Bate papo no MIS Araraquara. Foto por Lilian Penteado

Olá, tudo bem?

No último dia do mês de setembro foi encerrada a exposição ‘Em Quadrinhos: Luciano Salles’, que aconteceu em Araraquara, no Museu da Imagem e do Som Maestro José Tescari. Gostaria de agradecer ao convite da Casa da Cultura de Araraquara, especificamente do MIS e suas representantes Amanda, Karen e Neife.

A exposição ficou aberta ao público com entrada franca. Ainda no dia 10/09 aconteceu o bate papo que acabou sendo um conversa muito divertida sobre quadrinhos e como se trabalhar com as HQs de autor.

Logo abaixo as pautas que você pode conferir:

EPTV: http://g1.globo.com/sp/sao-carlos-regiao/noticia/2014/09/ilustrador-de-araraquara-homenageia-monica-e-super-herois-em-exposicao.html

É isso. Grande abraço!

Luciano Salles.

Olá, camarada, tudo certo?

Mais uma entrevista bem legal e agora para o site, Cenário HQ. Confira aqui na integra!
Abraço…
Luciano Salles.

Entrevista – Luciano Salles

Por  Em  · 1 Comentários · Em Sem categoria
salles
A primeira vez que vi O Quarto Vivente foi na Monkix. Um dia entrei lá e o Marcelo me mostrou, “esse cara deixou esse livro aqui, ele é do interior”. Peguei o livro e comecei a folhear. Me lembrou muito os europeus nos quadrinhos. Perguntei quem era o cara. “Ele era bancário”. Eu pensei “porra, mas gente nesse emprego, quando surta, sai metralhando gente na rua, não faz quadrinhos”. Na verdade, o Luciano sempre foi ilustrador. Trabalhou no banco pra ajudar a pagar as contas. Enfim peguei o livro e levei para casa. Meses depois ele participou de uma tarde de autógrafos na Monkix, junto com o pessoal da Miolo Frito e da LOKI. Vi o cara lá, sentado, na dele, autografando os livros. Ali comecei a falar com ele. Lembro que fazia frio e o cara de bermuda. Conversamos sobre quadrinhos, o interior de São Paulo, o Batman com seu suspensório de utilidades, e, claro, peguei meu autógrafo. E acompanhando as publicações em seublog, suas postagens no Facebook e outras entrevistas que ele deu, você vê que o cara é muito tranquilo, simpático, atencioso e preocupado com seu trabalho e a recepção do público. Além do Quarto Vivente, o Luciano participou da publicação Quatro Estações e da edição comemorativa Mônica(s). Baita ilustrador e um cara muito legal. Agora passou o FIQ, fiz uma pequena entrevista com ele sobre seus trabalhos e o mercado de quadrinhos.


P: Como tem sido a receptividade d’O Quarto Vivente?
Luciano SallesMuito boa, para não dizer excelente!Tenho recebido ótimas críticas e resenhas. Em quase todas as vendas que faço pelo meu bloguesaite Dimensão Limbo sempre recebo um feedback espontâneo do comprador. Acho isso demais de legal. É o fechamento perfeito do ciclo, Obra : Autor : Leitor. A receptividade no FIQ também foi demais.As lojas especializadas também tem sido muito receptivas para acolher minha revista.
P: Você acha que hoje o grande divulgador de Quadrinhos no Brasil é o Independente e não as editoras? Pergunto isso por 

Capa da frente

causa da FIQ. Eu não fui, mas pelo que vi nas fotos e no que o pessoal comentou pelas redes sociais, o FODA da FIQ foram os Independentes, os que publicaram por conta própria ou através de financiamento coletivo.

L.S.Sempre trabalhei de forma independente com os meus quadrinhos e, que não são muitos. Na realidade, são dois. A HQzine ‘Luzcia, a Dona do Boteco’ e agora, a HQ ‘O Quarto Vivente’. Agora, não acredito que um ou outro seja o grande divulgador. O mercado está para todos na mesma proporção. Sempre pensei assim. As ferramentas, como a internet, redes sociais, blogs, apps e outros milhões de formas para se divulgar seu trabalho, estão prontas e aguardando o seu trabalho. Acredito enfim, em trabalho. Minha próxima HQ, que devo lançar no final de 2014, já está com o roteiro pronto e já estou na terceira revisão. Quero trabalhar e muito bem, em cada página, quando começar a desenhá-la. Acredito piamente em uma fórmula simples e eficiente. Seu trabalho será valorizado se for feito com amor, dedicação diária, intensidade, verdade e dando as caras para bater. Uma editora terá acesso a alguns pontos de venda que ainda não consegui, a distribuição será muito melhor mas se eu, no conforto do meu estúdio, não me mexer, nada acontece. Trabalho muito e todos os dias. Independente da minha revista já ter vendido quase 500 unidades. Continuo firme e forte!

P: E vendo esse mercado independente crescer, você tem vontade de ver um livro seu publicado por uma editora, ou, ser chamado por uma editora para produzir um livro?

L.S.Seria uma experiência nova que teria que analisar. Os prós e contras. Não posso julgar ou falar sobre algo que nunca aconteceu. Com certeza, ouviria a proposta com carinho e iria procurar o melhor para a obra, para os meus leitores e também, é claro, para a Editora, que estaria bancando o livro. Sempre estou aberto a novas ideias, propostas e interesses.

P: O que falta no mercado independente para chegar no nível das editoras? (estou pensando em distribuição e renda. Já peguei algumas publicações independentes que foram lançadas na FIQ que estão pau a pau com edições lançadas por editoras, por exemplo a QUAD… ou o seu próprio Quarto Vivente…O Inspiração do Solano, etc.)

L.S.Eu acredito que a distribuição é o grande diferencial entre os independentes e as editoras. Para ser independente é necessário, antes de tudo, ter uma visão ampla do mercado, aprender a mexer com a logística da sua publicação, ter controle sobre vendas, pontos de vendas, parceiros, parcerias entre outras tantas coisas. Hoje, é possível um independente ter uma publicação tão boa quanto qualquer editora. A minha revista, por exemplo, foi impressa na mesma gráfica que são impressos alguns gibis da turma da Mônica. O atendimento foi excelente e eles entendem que o mercado independente está se estruturando.

P: Por fim, quais os planos para 2014?

L.S.: Já estou, como disse, com o roteiro da minha nova HQ pronto. Só estou fazendo uma terceira revisão, para dirimir continuidades e outros pontos. Também tomo bastante cuidado com o texto no roteiro. Mas, voltando a pergunta, meus planos para 2014, basicamente é, finalizar com a impressão dessa nova revista, trabalhar bastante com ilustração (que adoro) e divulgar muito a minha revista ‘O Quarto Vivente’. Fiz 2000 cópias e que pretendo vender todas.

Camarada, em Junho de 2012, lançei minha primeira HQ, ‘Luzcia, a Dona do Boteco’. Aliás, eu a chamo de HQzine, pois tem um formato A5. Todo processo foi manual então, fiz somente 100 unidade e como diria a protagonista da história: ‘Quem comprou, compraste’!

Aqui a resenha mais legal que essa pequena revista recebeu: Quando David Lynch visitou um boteco e virou quadrinista.

Uma oportunidade surgiu e nessa página você verá que existe a versão em Francês, ‘Luzcia, La Patrone Du Bistro’, que ficou muito legal.
Assim, você que tem a curiosidade de ler minha primeira revista, chegou a hora! Clique nas capas para ler.

Forte abraço, Luciano Salles!

Olá, camarada. Tudo certo?
Esse é um grande ano!
Meu primeiro, efetivamente como quadrinista, e já vou participar do 8º FIQ,  Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte, o maior evento de quadrinhos do Brasil.
Nessa oitava edição, entro com a minha nova HQ : O Quarto Vivente, que custa R$ 20,00 e mais alguns ‘prints’, também por vinte dinheiros. O Quarto Vivente tem recebido boas críticas dos meios especializados. 
Aqui você pode conferir algumas desses resenhas:
Capa de O Quarto Vivente

Contraversão 

Papo de Quadrinho 

Universo HQ 

Gibi Znort 

Quadrimcast

Além da minha HQ, também participo do livro do Ivan Freitas da Costa,  Ícones dos Quadrinhos, com minha ilustração do Watchmen. 

Esse é um baita de um item obrigatório para qualquer colecionador ou apreciador de quadrinhos. Aqui tem muito mais informações sobre esse livrão!
Watchmen por Luciano Salles
O Quarto Vivente, Ícones dos Quadrinhos e mais outra HQ. Sim, participo desenhando uma história de Raphael Fernandes, ganhador do HQMix como roteirista revelação, em outra revista, que também será lançada no Festival.
E para finalizar, fiz uma participação para almanaque do Shogum dos Mortos de Daniel Wernëck.
Colaboração para o Shogum dos Mortos
Detalhe da HQ de Raphael Fernandes
Tenho ainda, outra participação, mas essa não veio a tona e então, não posso revelar…
Assim, passarei a semana de 13 a 17 de Novembro, em Belo Horizonte, no maior Festival de Quadrinhos do Brasil! Espero encontrar você lá!
Grande abraço!
Luciano Salles.

Camaradas…

Como esse é o primeiro post de 2o13, gostaria de começar com uma boa notícia!

Hoje comecei a desenhar minha nova HQ autoral ‘O quarto vivente’. Com um roteiro enxuto em quase trinta páginas, a história se passa em nosso Brasil mas no ano de 2.177.

Iria apresentar um desenhão para a promo da revista mas decidi sintetizar somente com a imagem de Juliett-e Manon, uma garota de quinze anos que é a protagonista da história.

Pretendo lançar essa banda desenhada antes Junho de 2o13. Já antecipo que a edição será caprichada! Anotem aí para me cobrar!

Espero que tenham gostado da notícia!

Um grande abraço!

Luciano Salles.