Posts

Olá, tudo bem?
Esse é um post bem diferente do que costumo fazer mas tive vontade de contar minha viagem.
Precisava comprar alguns itens e suprimentos para os meus desenhos e assim aproveitei que minha esposa faz um curso de formação em Filosofia do Yoga no Instituto Paulista de Sânscrito e, de supetão, estava em São Paulo (isso na sexta-feira passada).
Arte do evento editada as pressas pelo Guilherme Lorandi

SEXTA-FEIRA

Já na capital caótica, entrei em contato com o Guilherme da Loja Monstra (antiga Gibiteria) pois sabia que haveria um troca-troca de gibis e me ofereci para estar ali, levar alguns exemplares de EUDAIMONIA e autografar.
Um detalhe importante! Eu sabia que meu amigo Orlandeli também estava na cidade e perguntei se ele gostaria de participar dessa sessão de autógrafos para quem estivesse na Monstra. Ele topou, o Guilherme deu uma leve alterada no evento e no sábado estaríamos lá.
Orlandeli e eu na Loja Monstra. Apesar de
marcado bem em cima da hora, o evento foi
demais!

Dica! Aproveito e deixo aqui meu agradecimento ao Guilherme, a Loja Monstra e convido você para conhecer o espaço incrível com muitos títulos do Quadrinho Nacional e todo catálogo de HQ que possa imaginar.


Depois de toda essa agitação on-line que fiz para o sábado, fomos eu e minha esposa na Livraria Sol, que fica no bairro da Liberdade, logo em frente a saída do metrô na Praça da Liberdade. Achei o que queria e partimos para a loja A Casa do Artista. Não encontrei o papel Winsor & Newton de tamanho A3 que uso diariamente mas havia um único bloco A4 que é o tamanho que uso para fazer as ilustrações para a Folha de S.Paulo. Garanti esse!
Por falar da Folha, eu e o Contardo Calligaris (que é o autor da coluna que ilustro para o jornal) havíamos combinado de nos encontrar para um café na Livraria Cultura do Conjunto Nacional. Finalmente nos conhecemos pessoalmente e conversamos por horas. Aqui enfatizo que o tempo aprontou, como sempre faz, quando algo é prazeiroso.
Autógrafo do Moebius em um exemplar do BlueBerry.
Falhei em não anotar o nome do dono da revista.

SÁBADO

Logo pela manhã minha esposa foi para seu curso e eu atrás do bloco A3. Fui até a Papelaria Universitária e lá encontrei o A3 mas da marca Hahnemühle. Com as mesmas especificações do Winsor & Newton que gosto de usar; tipo Bristol, gramatura alta e de superfície extra lisa, comprei e vou testá-lo em breve.
Com uma boa janela de horário até a sessão de autógrafos na Monstra, decidi ir até o MIS visitar a exposição Quadrinhos que teve a curadoria do amigo Ivan Freitas da Costa. Uma exposição linda, com inúmeros originais (inclusive esses autógrafos do Moebius), muito bem montada e disposta pelo prédio. Aproveitei por horas lá dentro mas confesso que a iluminação não me foi favorável (em alguns ambientes) pelo fato de não enxergar tão bem.
Dali fui para a sessão de autógrafos com o Orlandeli. Quer saber do resultado do evento na Loja Monstra? Foi fantástico!
DOMINGO
Logo pela manhã fui até ao Instituto de Sânscrito com a minha esposa, que teria aula até às 12h.  Queria conhecer a escola. Voltei caminhando para casa do meu irmão pois tinha o compromisso de desenhar muito com minha sobrinha, Julia. Aproveitei para fazer o trajeto por dentro do Parque da Aclimação o que deixou a manhã ainda mais agradável.
Foi um final de semana tranquilo e recompensador.
Um abraço.
Luciano Salles.

Bom dia, tudo bem?

Fui convidado para que nos dias 14 e 15 de novembro, participe da Primeira Des.Gráfica, que acontece no MIS – Museu da Imagem e do Som de São Paulo, nos dia 14 e 15 de novembro.
Segundo a própria programação do MIS: “Com enfoque nas publicações e experiências visuais que primam pela ousadia e experimentação na área dos quadrinhos, o MIS realiza a Feira Des.Gráfica, com curadoria geral de Rafael Coutinho e parceria com as editoras Antílope e UgraPress.

O objetivo da Feira é dar espaço à quadrinhos, publicações e autores de diversas áreas e que, de alguma forma, também desenvolvem trabalhos narrativos de experimentação gráfico-visual. Além disso, trazer para perto do público não só as editoras, mas artistas e livros com enfoque na autoralidade e no posicionamento alternativo de seus artistas, que refletem na própria idealização da feira, que se diferencia de outras similares do setor por seu olhar focado nas múltiplas facetas da narrativa sequencial.

A iniciativa do MIS pretende celebrar a volumosa produção de quadrinhos do país além de identificar conteúdos pioneiros e vanguardistas da produção editorial narrativa e fazer disso uma grandiosa festa visual e sensorial”.

O evento será realizado no estacionamento do museu e a área estará coberta. Estarei na MESA 7 conforme o mapa da disposição do local e acompanhado de muitos(as) artistas e quadrinistas talentosos!
Confira todos os nomes no cartaz! Acho que será um evento bem legal para se aproveitar nesse feriado “meioqueemendado”. Nos vemos por lá!
Um abraço.
Luciano Salles.
Bate papo no MIS Araraquara. Foto por Lilian Penteado

Olá, tudo bem?

No último dia do mês de setembro foi encerrada a exposição ‘Em Quadrinhos: Luciano Salles’, que aconteceu em Araraquara, no Museu da Imagem e do Som Maestro José Tescari. Gostaria de agradecer ao convite da Casa da Cultura de Araraquara, especificamente do MIS e suas representantes Amanda, Karen e Neife.

A exposição ficou aberta ao público com entrada franca. Ainda no dia 10/09 aconteceu o bate papo que acabou sendo um conversa muito divertida sobre quadrinhos e como se trabalhar com as HQs de autor.

Logo abaixo as pautas que você pode conferir:

EPTV: http://g1.globo.com/sp/sao-carlos-regiao/noticia/2014/09/ilustrador-de-araraquara-homenageia-monica-e-super-herois-em-exposicao.html

É isso. Grande abraço!

Luciano Salles.