Posts

Olá, tudo bem?
Tive a honra de participar do podcast imaginário nº 1, do camarada e também quadrinista, Leandro Damasceno. Deixo aqui o link direto para o podcast mas também o incorporo.

Espero que goste da conversa que fluiu por quadrinhos, trabalhos fora das HQ, pessoas travadas em porta giratória de banco, broa com café, quitandas e um pouco mais.

Agradeço mais uma vez ao Leandro Damasceno pelo convite.

Fico por aqui. Saiba que seu comentário é sempre muito bem vindo e será respondido.

Um abraço.

Luciano Salles.

“Reimo” foi um dos personagens criados
no encontro. Foto cedida pela instituiçao.

Olá, tudo bem com você?

No dia 10 de maio, dei uma aula de desenho e criação de personagens na Fundação CASA (Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente) que, antigamente, tinha o nome de FEBEM.

ADENDO: devido às normas da instituição, fotos dos internos não são permitidas e por isso, para ilustrar a postagem, usei um desenho resultante da oficina.

Estava com tudo preparado. A apresentação para projeção, exercícios práticos, exercícios para reflexão e expansão da percepção, folhas de sulfite, lápis e tudo mais para boas horas de trabalho.

Era hora de ir para a Fundação Casa.

Como disse, estava com tudo preparado em minha mochila mas, a partir do momento que olhei a porta de entrada da Fundação, percebi que não estaria apto para o que encontraria.
Passando a primeira porta, recebi uma revista de praxe em uma sala minúscula com apenas um banco de alvenaria. Dali seguimos por um caminho tranquilo e entramos em um prédio que mais parecia uma escola. Um corredor com salas nas laterais.
Ao final do corredor viramos a esquerda, andando um pouco mais e saímos dessa área; paramos em frente a uma porta de barras de ferro de aproximadamente 4 cm de diâmetro. Entramos por ali e ficamos enclausurados entre essa porta e outra totalmente fechada com apenas um pequeno vidro escuro. Avisaram que era a funcionária “Juliana” com o rapaz que daria o curso de desenho. Nossa passagem foi liberada.
A sensação e sentimentos que tive foram de apequenar minha existência. Fiquei angustiado com aqueles muros de mais de 4 ou 5 metros de altura além de metros e metros de concertinas. Antes deste muro ainda havia um gradil muito alto.
Ela me levou onde aconteceria a aula e começamos a montar o projetor quando um menino apareceu na porta. Era um interno. Uma criança.
Percebi que para os funcionários, aquele é um ambiente normal de trabalho e a situação passa a ser rotineira e, de certa forma, comum. Qualquer pessoa que trabalhe em um local de reclusão de pessoas se acostuma com o ambiente assim como nos acostumamos a trabalhos em bancos, contando muito dinheiro que não é nosso, ou qualquer outro lugar de trabalho.
Os meninos iam entrando e a turma se formou com 12 garotos entre 15 e 18 anos. Entre os que estavam diretamente envolvidos na oficina (eu e a garotada reclusa), eu era o único branco.
As duas horas e trinta minutos passaram num piscar de olhos e a oficina foi fantástica com um resultado incrível! Fechamos a oficina, fizemos uma foto muito legal de toda turma, nos despedimos com abraços e voltei para o meu estúdio.
Ainda penso muito sobre essa oportunidade incrível que tive.
Ainda penso muito naqueles muros e concertinas.
Ainda penso muito em como meninos entram e saem em um fluxo quase que “natural” pela instituição.
Ainda penso muito que nascer aqui ou ali, determina, em grandes percentuais, sua passagem por um centro de reclusão e ressocialização.

Ainda penso muito.

Um abraço.

Luciano Salles.

Olá, tudo bem?
Vamos para dois assuntos em um único post: 
#mickeyfeio #mickeyfeio2019 por Luciano Salles
#mickeyfeio
Pelo que pesquisei, essa é a sétima edição do Concurso Mundial Mickey Feio que foi idealizado pelos designers pernambucanos Stuart Marcelo e Cecília Torres. Eu não conhecia esse “concurso” mas vi a hashtag e fiquei com vontade de fazer um Mickey feio.
Fiz o desenho, liguei o computador, abri o Photoshop e fiz as cores em, no máximo, 10 ou 12 minutos. Deveria ter cronometrado pois acredito que nem deu tudo isso de tempo e esse fato me levou a uma séria reflexão: “por que diabos esse não é meu traço? Faria tudo 20 vezes mais rápido!”
Quadrinho para a Folha de S.Paulo.
Na última quinta-feira, como de costume, ilustrei a coluna do Contardo Calligaris de uma forma narrativa. 
Não gostei tanto do trabalho publicado devido a inúmeros motivos; não é nenhuma ideia original, não fiquei contente com minha arte-final e alguns outros que não vem ao caso.
Mandei um e-mail para o Contardo revelando esses sentimentos quanto a ilustração (abusei do meu colega psicanalista) e para minha surpresa, ele havia gostado. Fiquei mais aliviado.
Ilustração para o jornal Folha de S.Paulo por Luciano Salles
Como ilustrador, sempre me proponho a cavar algo que ficou implícito no texto e por esse viés, a ilustração foi acertada.
Deixe seus comentários!
Um abraço.
Luciano Salles.
Olá, tudo bem?
Ontem fiz uma thread em minha conta do Twitter sobre a dificuldade que encontro para produzir minha nova HQ. Vou replicar aqui:
Queria muito ter um boa notícia ou um post melhor para fazer mas por enquanto é isso.
Um abraço.
Luciano Salles.
O que está em jogo na visita de Bolsonaro a Israel? por Luciano Salles
Olá, tudo bem com você?
Na edição de hoje da Folha de S.Paulo, você pode ver meu trabalho no caderno Mundo. O que foi legal em toda essa empreitada é que tive a liberdade para fazer o roteiro do “quadrinho”. 
A proposta era produzir uma história em quadrinhos retratando a “vontade” do Presidente Bolsonaro em mudar a localização da embaixada do Brasil em Israel. A troca seria da cidade de Tel Aviv para Jerusalém, assim como já fez o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.
Recebi a pauta na quinta-feira de tarde com o prazo para entrega na sexta-feira à noite.

Não sei se reparou mas no primeiro parágrafo, coloquei a palavra quadrinho entres aspas pois montar o roteiro de uma HQ (de uma página) que contém tantas informações e viéses é, definitivamente, um desafio.

Não há espaço para a dinâmica que uma HQ necessita e assim fiz (com o apoio do repórter Daigo Suzuki) um compilado dos melhores pontos tendo a tarefa de ligar cada situação.

Fazer um quadrinho na capa do caderno Mundo, em jornal com o alcance que tem a Folha de S.Paulo é uma tremenda responsabilidade.
São quase 50 mil exemplares com uma HQ logo na cara em um espaço importante do periódico. Alguns pensamentos ecoaram depois de entregar os arquivos:

– Quantas pessoas que nunca leram ou não tem o costume de ler um gibi, uma sequência narrativa com texto e imagens e, de supetão, folheando o jornal, se interessam pela página?
– Quantas pessoas podem gostar do que viram e, de repente, bate aquela nostalgia de comprar um gibi na banca?
– E se uma criança que gosta de desenhar olha aquilo e ficar fascinada com a opção de ler uma história interagindo com imagens?

Por Luciano Salles

E principalmente:

– Como fazer os desenhos serem facilmente assimilados devido a restrição de espaço, excesso de conteúdo que a própria ocasião gera e aberto para todo tipo de público? Quem lerá será um(a) operário(a), um(a) professor(a), um(a) juiz, simpatizantes e não simpatizante ao Presidente, pessoas que entendem de geopolítica, enfim, uma diversidade fantástica!

É um desafio fazer algo que seja didático e também, de certa forma, nada como costumo fazer em minhas histórias. Essas são questões que sempre surgirão.

Espero que tenha gostado do conteúdo da postagem e deixe seu comentário.

Um abraço.

Luciano Salles.

“Duplo, Eu” é a nova história em quadrinhos de Luciano Salles com lançamento para 2019
Olá, tudo bem com você?
Hoje começo as postagens sobre a produção de “Duplo, eu”, minha nova história em quadrinhos que será publicada no segundo semestre de 2019. 
Como todas as coisas que começam, não tenho muitas respostas sobre o que pode acontecer até a data de lançamento do quadrinho e isso é o que menos importa! O que prefiro destacar é que hoje também, começo os desenhos da primeira página da HQ e a partir daqui será um trabalho árduo, intenso e com extrema dedicação em cada linha traçada.
Esse mesmo empenho já foi dedicado ao roteiro (o mais difícil que escrevi) e que neste exato momento, está sendo revisado por um excelente profissional do ramo. Aliás, o revisor, conhecido no sistema solar como Audaci Junior, é também, de certa forma, um co-editor da revista pois a cada trica de páginas finalizadas, envio para ele fazer uma segunda revisão nos balões inseridos e dar uma boa olhada no que está saindo.
Então vamos para as [novidades 01]:
01. O título será Duplo, eu.
02. Ainda não decidi como será a diagramação mas a fonte será a que ilustra o post;
03. A princípio, a HQ teria 32 páginas, exatamente igual a EUDAIMONIA, publicada em 06 de dezembro de 2017;
04. O roteiro se estendeu e a revista impressa ultrapassará 80 páginas;
05. Farei o financiamento coletivo, através da plataforma do Catarse, para imprimir a HQ;
06. Tenho pensado em, durante o período em que produzo a HQ, criar um Catarse Assinaturas para me ajudar a ficar mais focado em produzir as páginas. Isso ainda é um projeto que está rodando em minha mente e que tem grande possibilidades de acontecer;

Momento auto-divulgação ?
Você já tem seu exemplar de EUDAIMONIA? Com lançamento na Comic Con Experience de 2017, EUDAIMONIA foi indicada em três categorias no troféu HQMIX, o prêmio mais importante dos quadrinhos no Brasil. Adquira seu exemplar agora clicando no link abaixo.

É isso!
Logo mais faço novas postagens atualizando a produção de “Duplo, eu”.

Seu comentário é sempre muito bem vindo!

Um abraço.
Luciano Salles.

Participe agora!
Olá, tudo bem?
Já conhece o canal Fora do Plástico? É uma conta no Instagram que fala basicamente sobre quadrinhos.
É incrível como eles dominam bem as possibilidades que a rede social proporciona. Os conteúdos são sempre muito bem escritos, de extremo bom gosto e imparcialidade. Siga a conta e depois me diga, nos comentários, se estou exagerando ?
O mesmo Fora do Plástico está com um sorteio chamado: combo Luciano Salles. As instruções para concorrer estão nas imagens ao lado e basta clicar nelas para participar.
Participe agora!
Participe do sorteio, aproveite os links da Black Friday da Amazon que disponibilizo com cupom ¹FRETEGRATIS (abaixo explico como usar o cupom) – https://amzn.to/2qVmLJi – e fique muito bem informado sobre o mundo dos quadrinhos com o Fora do Plástico
¹Você deve inserir o cupom FRETEGRATIS abaixo do seu carrinho. O desconto será aplicado na página de conclusão da compra.
Um abraço e boa sorte!
Luciano Salles.
Batman: Gárgulas, por Luciano Salles
Olá, tudo bem?
Essa é a segunda e última arte exclusiva para a Comic Con 2018. Levarei o desenho original, para que curte e coleciona essa categoria e também, farei prints. Poucos para ser sincero e por isso, da mesma forma que fiz com o desenho do Superman, 80 anos, abrirei uma lista para a reserva dos prints pois assim você garante o seu sem o risco de que se esgotem (o que espero que aconteça ?).
Para essa CCXP (abreviação de Comic Con Experience), não terei nenhum quadrinho novo. Ainda estou trabalhando na divulgação e vendas de EUDAIMONIA, minha última HQ e publicada no mesmo evento, em 06/12/2017 – compre aqui seu exemplar autografado e com dedicatória.
Recebo mensagens com perguntas sobre lançamentos para este ano enfatizo que não tenho. Não tenho (me desculpe a redundância com o verbo ter) pois não tenho pressa para lançar um novo gibi.
Penso que publicar uma nova HQ seja muito mais do que somente apresentar uma nova publicação. Gosto de trabalhar bem um quadrinho novo, buscar novas resenhar, alcançar novos leitores que nunca ouviram falar do meu trabalho e vender toda a tiragem (sempre de 1.500 unidades). Acredito que tudo isso seja tão importante quanto o frenesi de ser ter sempre um quadrinho novo na manga além do fato de não curtir fazer nada de forma apressada.
Estou escrevendo um roteiro novo, que está me trazendo uma boa dose de trabalho (o que é bom) e já adianto para você, leitor do blog, o nome da nova HQ. Será chamada de “Duplo, eu”.
Voltando ao desenho, estou fazendo as cores do mesmo e se desejar, jápode reservar seu print ou mesmo, comprar a arte original. Para isso, envie um e-mail para lucianosalles@dimensaolimbo.com com o o título: Quero um print de Batman, Gárgulas.
Batman: Gárgulas, por Luciano Salles
O tradicional “sketch podrera”.
Lembre-se de anotar o número da minha MESA H01 para assim, no evento, ter uma sequência dos locais que desejar passar.
Quando terminar as cores e achar o momento ideal, publico aqui o resultado junto de todos o material que levarei para a CCXP 2018 e que aliás, estou indo com o apoio cultural e incondicional do Colégio Pueri Domus, da Portal Informática, World Game, Mondrian Ambiente, Visual Comunicação e do espaço Shanti Yoga.
Espero que tenha gostado do desenho e não se esqueça de reserva sua peça! Seu comentário é sempre muito bem vindo e será respondido em breve.
Grande abraço.
Luciano Salles.
Ilustrações para a coluna do ator Daniel Furlan, publicada todas as segundas-feiras no caderno Ilustrada, na Folha de S.Paulo
Olá, tudo bem?
Fazem três meses que a coluna do ator Daniel Furlan estreiou na Folha de S.Paulo. Fui convidado pela edição do jornal para formar o time com ele. Colunista e ilustrador.
Desde o primeiro texto tenho tentado, dê certa forma, ilustrar com total liberdade porém atento a cadência da escrita e sempre ficando dentro do contexto. É um texto fluido, quase que um ensaio.
Segue o link para todos os textos:
– “Pedro no auge” https://goo.gl/jCMes6
– “O doce sabor da glória total” https://goo.gl/tkSuu8
– “História de amor” https://goo.gl/di9iJK
– “História de amor parecida” https://goo.gl/nKUPdm
– “As propriedade cicatrizantes do abacaxi” https://goo.gl/hXDeM5
Para o próximo mês, tentarei ousar um pouco quanto ao meu traço. A possibilidade de ilustrar toda semana apresenta essa margem para o trabalho e para isso, seria legal seu feedback aqui nos comentários.
Grande abraço.
Luciano Salles.
Desenho em homenagem aos 80 anos do Superman,
feito exclusivamente para a CCXP 2018.
Olá, tudo bem?
Esse ano não lançarei nenhuma nova HQ na CCXP mas, para ter alguma novidade bem legal, preparei essa homenagem aos 80 anos do Superman. Farei alguns prints da arte e também levarei o desenho original, para quem se interessa e coleciona.

Superman é um super-herói criado por Joe Shuster e Jerry Siegel e teve sua primeira aparição na revista Action Comics nº1, em 1938, nos Estados Unidos.

A ideia do desenho veio daqueles desfiles que vemos em filmes norte-americanos, como muitos papéis picados caindo dos prédios, por cima de quem assiste a parada. É como seu estivesse olhando de binóculos e visse o Superman pronto para alçar voo.
Fiz as cores e, como sempre, contei com o auxílio do craque, Marcelo Maiolo, que me ajudou nos detalhes com os contrastes. Dessa vez ele foi mais do que preciso na ajuda e em poucas palavras me mostrou o que não estava legal. Muito obrigado, Maiolo!
As cópias tamanho A3, estarão a venda por R$25,00 na minha MESA H01 da Comic Com Experience, que acontece de 6 a 9 de dezembro. É claro que meu trabalho principal são os quadrinhos e que estarão em maior quantidade na mesa mas sempre preparo desenhos inéditos para o festival. Ainda farei outro e logo divulgo aqui ???

IMPORTANTE! Não sei quantas cópias farei desse desenho mas se for para a CCXP e tiver interesse em deixar reservado um exemplar do print, é só solicitar através do e-mail lucianosalles@me.com, com o título: Quero um print dos 80 anos do Superman. E não esqueça de marcar o número da minha mesa para buscar seu pôster reservado.

Fico por aqui. Deixe seu comentário, dúvida, crítica ou o que mais quiser. Você sempre será respondido.
Grande abraço!
Luciano Salles.

Lápis final por Luciano Salles
Lápis arte-finalizado. Por Luciano Salles

Sempre no sketch podrera de 60 segundos
Desde o início a ideia era por esse ângulo