Posts

Paleta de Limiar: Dark Matter
por Marcelo Maiolo
Olá camarada, tudo certo?
Essa é a quarta atualização sobre Limiar: Dark Matter. Se ainda não leu nenhuma das outras três aqui estão elas:
Seguindo a numeração das anteriores:
20. Todas as páginas estão desenhadas e o Marcelo Maiolo já está colorindo. O que posso dizer? Somente que o Maiolo mais um vez chegou na paleta exata e é essa que você pode conferir ao lado! Aliás, um pedaço dela.
21. Hoje começo o desenho das capas da HQ. Esses desenhos já estão definidos e agora é hora do lápis e nanquim.
22. Com as capas prontas envio tudo para um segunda revisão. É bem o item 05 da lista de 21 dicas que fiz para um quadrinista independente diz, saca?
23. Comecei a organizar as datas e locais de lançamento de Limiar: Dark Matter. As cidades que já estão certas são Araraquara, Ribeirão Preto, Piracicaba e São Paulo.
24.  A data oficial de lançamento da HQ será dia 12/10/2015. Então a partir de 00h do dia 12 de outubro você poderá garantir seu exemplar autografado através da Loja Online aqui do bloqueaste.
25. As cotações dos valores para impressão da revista já estão sendo feitas mas como ainda não fechei o custo final nem a Gráfica, não tenho como informar o valor de venda da HQ.
Assim que tiver novidades como o preço da revista e datas exatas dos lançamentos na cidades atualizo aqui novamente.
Grande abraço!
Luciano Salles.
Intervalo 02, por Marcelo Braga para
L’Amour: 12 oz de Luciano Salles

Olá, camarada. Tudo certo?

L’Amour: 12 oz é minha terceira história em quadrinhos e será lançada em novembro de 2014. Esse trabalho conta com três intervalos e, para cada intervalo, convidei um artista.

Hoje é o dia de revelar o desenho do Marcelo Braga!

Braga é simplesmente um enorme talento ambulante. Não há um único desenho que camarada faça que fique assim, mais ou menos. É incrível a inteligência que ele usa nas suas pinceladas. Acha que estou exagerando? Confira de novo o personagem (M) que ele fez para o intervalo 02.

Em setembro revelo mais uma arte de outro artista convidado para fazer um intervalo. Aliás, curta a página da revista no Facebook.

Agora, mais algumas novidades sobre o andamento da revista:

Todas as cores já foram finalizadas pelo Marcelo Maiolo. Agora, tenho que ajustar alguns pequenos detalhes nas páginas coloridas e que farei junto dele.

O posfácio já tem dono e será assinado por um camarada que entende tudo e um pouco mais sobre quadrinhos. O prefácio também já tem dono e caminha bem!

Entretanto você pode pensar: estamos em agosto e por qual motivo a revista será lançada somente em novembro?

Tenho um cronograma para seguir mas já adianto que esse lançamento será no início do mês onze! Quero que L’Amour: 12 oz tenha as mesmas qualidades gráficas que apresentei em O Quarto Vivente e que consiga subir um degrau a mais na satisfação do leitor que adquirir a revista.

Grande abraço!

Luciano Salles.

Olá, camarada! Tudo bem?
As coisas estão caminhando bem! A repercussão da minha nova HQ tem sido muito positiva. Matérias em jornais, TVs locais, emissoras afiliadas, sites especializados e blogs tem falado bem de O Quarto Vivente. 
E as vendas estão legais! Ainda na próxima semana devo anunciar os primeiro pontos de vendas da HQ.

Mas essa postagem fala de outro assunto!

Tenho feito inúmeros teste de cores e luzes. Sombras, reflexos e texturas. Abaixo mostro o mesmo desenho em dois acabamentos:

Nessa primeira ilustração, procurei alguma coisa um pouco ‘monocromática’ e estática para as cores.
Tentei passar uma sensação de que algo assustador havia sido feito pelo personagem. Algo estava sendo escondido. Proibido. Alguma regra social havia sido quebrada de uma forma que a sociedade exige punição.
As cores, basicamente as mesmas e em tons diferentes, deveriam incomodar por si só.

O mesmo desenho passa por uma transformação imensa quando outra abordagem é tomada.

É o que acontece na segunda ilustração.

Aqui, o ato é explicito!

Sangue em boa quantidade suja todo o sujeito.
As cores são mais vivas e os volumes melhores trabalhados. Luzes e reflexos tentam mostrar um sujeito escondido e acuado. Com um olhar de realização e insanidade, o lunático se esconde, como em uma brincadeira de criança.
Onde o impacto é maior?
Onde o crime é evidente?

Forte abraço!
Luciano Salles | a.k.a. pirica |