Posts

Da esquerda para direita: Serginho Groisman, Jal e
Gual. Foto por Luciano Salles.

Olá, tudo bem?

Ontem, 16/09/2018, aconteceu a entrega do 30º troféu HQMIX, o prêmio mais relevante do quadrinhos nacional. Esse ano, decidi de última hora (apesar de estar cogitando a quase um mês) assistir a apresentação. Comprei uma passagem às 23h da sexta-feira, dia 14 e, já às 11h, no dia seguinte, embarcava em um ônibus da Empresa Cruz com destino a São Paulo. Eu adoro viajar pela Empresa Cruz.
Fui um dia antes da entrega do HQMIX para prestigiar o lançamento de SHIRÔ, a nova HQ do Danilo Beyruth, que aconteceu na loja da UGRA. O evento estava com um bom público apesar de São Paulo sempre oferecer mais de dois, três ou quatro eventos no mesmo dia e com a mesma temática, ou seja, eventos relacionados as histórias em quadrinhos. Foi exatamente o que aconteceu.
Ainda não li a revista para comentar algo, mas folheando rapidamente, é notável como o Danilo sabe exatamente o que faz. Aliás, todo o álbum é de uma qualidade incrível, impecável, exatamente como a editora Darkside costuma fazer. E o Danilo é um camarada que sempre acolhe muito bem seus fãs e admiradores.
No evento encontrei camaradas leitores, autores, jornalistas, produtores e editores que lutam pelo quadrinho nacional de forma sincera. Não vou citar os nomes pois posso cometer a injustiça de esquecer alguém.
Já no domingo, cheguei no SESC Pompeia com umas duas horas de antecedência do horário marcado para a retirada do convite para dar um caminhada por aquele lugar tão bonito. Fui com meu irmão Murilo, sua esposa Adriana, minha sobrinha Julia e passamos bons momentos juntos. Chegando perto das 16h, comecei a encontrar alguns conhecidos e, novamente, não vou citar nomes pois seria injusto.

Com a apresentação iniciada, a entrega ocorreu como de costume. O Serginho Groisman, apresentador desde o primeiro HQMIX, coordenava muito bem o palco sempre junto do Gual e Jal, os idealizadores do troféu. São 30 anos de batalha pelo quadrinhos no Brasil, enfrentando diversas conturbações políticas e econômicas, financeiras e de toda variedade que somente aqui podemos oferecer. Resumindo, esses três, Gual, Jal e o Serginho Groisman são realmente batalhadores.

Aqui estão todos os vencedores do 30º troféu HQMIX onde revelo os meus votos:
– ? representam as categorias em que votei e levaram o troféu;
– ? representam os projetos onde, de alguma forma, participei;
– ? representam as categorias onde não votei por não conhecer o trabalho, ou por não encontrar um projeto ou candidato que contemplasse meu voto, ou por ter votado em mim mesmo, pois concorria na mesma categoria.

Vamos lá:

Adaptação para os quadrinhos Moby Dick ?

Arte-Finalista Nacional Lu e Vitor Cafaggi ?
Colorista Nacional Cris Peter ?
Desenhista Nacional Marcelo D´Salete ? (concorri na mesma categoria)
Destaque Internacional Marcelo D´Salete ? 
Doutorado Tecnologia e cultura nos quadrinhos independentes brasileiros por Liber Eugenio Paz ?
Edição Especial Estrangeira Moby Dick ?
Edição Especial Nacional Angola Janga ?
Editora do Ano Pipoca & Nanquim ?
Evento CCXP Comic Con Experience ?
Exposição A Era Heroica – O Universo DC Comics por Ivan Reis ?
Grande Contribuição Prêmio Jabuti – Histórias em Quadrinhos ?
Homenagem Douglas Quinta Reis ?
Homenagem Sonia Luyten ?
Livro Teórico Desaplanar de Nick Sousanis ?
Mestrado O Processo de legitimação cultural das histórias em quadrinhos por Beatriz Sequeira de Carvalho 
Mestre Daniel Azulay ?
Novo Talento Desenhista Bruno Seelig ?
Novo Talento Roteirista Carol Pimentel 
Produção para outras Linguagens Traço Livre – O Quadrinho Independente no Brasil (Filme Documentário) ? ?
Projeto Editorial Os Mundos de Jack Kirby – Um tributo ao rei dos quadrinhos ? ?
Publicação de Aventura/Terror/Fantasia Meu Amigo Dahmer ?
Publicação de Clássico Akira ?
Publicação de Humor Marcatti 40 ? ?
Publicação de Tira Linha do Trem – The Best Of
Publicação em Minissérie Xampu (Vol. 1, Vol. 2 E Vol. 3) ?
Publicação Independente de Autor Alho-Poró ? (concorri na mesma categoria)
Publicação Independente de Grupo Orixás – Em Guerra ?
Publicação Independente Edição Única Alho-Poró ? (concorri na mesma categoria)
Publicação Infantil Combo Rangers – Somos Iguais ?
Publicação Juvenil Graphic MSP Vol.15: Chico Arvorada ?
Publicação Mix Baiacu e Marcatti 40 ? (Empate)
Roteirista Nacional Marcelo D´Salete ?
TCC Naruna – Uma história sobre esculpir travessias por Mayara Lista Alcantara ?
Web Quadrinhos Hell No! Meu pai é o diabo ?
Web Tira Will Tirando ?

Fico por aqui. Deixe seus comentários sobre o que achou do prêmio, se foi ao evento, o que tem achado do blog. Enfim, aqui o espaço é aberto e seu comentário será respondido em breve.

Um abraço.

Luciano Salles.

Olá.

Quando as antigas civilizações criaram, de acordo com suas convicções religiosas e crenças, o período definido como as 24h que contemplam um dia, nunca imaginariam a precisão centesimal que atingiriam os relógios atômicos (e nem era esse o propósito). 
É incrível como essa divisão do tempo em que se baseia nossa existência, é capaz de nos alegrar em “exato” momento (com mais de “não sei quantas” casas decimais após a vírgula) e, mais do que de repente, a vida apresenta seu potencial incrível para acabar com seu viço, aquela energia vital que habitava seu corpo e estava exuberante.
HQMIX
Encontrei nestes dois parágrafos introdutórios a forma ideal para expressar que não venci nenhuma da três categorias em que fui indicado no 30º trofeu HQMIX. Claro que parabenizo todos os vencedores em suas respectiva categorias!
Não ganhei na categoria publicação independente edição única porém a vencedora foi minha amiga Bianca Pinheiro com sua HQ Alho-poró. Não ganhei na categoria publicação independente de autor e aqui novamente, a Bianca abocanhou com Alho-poró. Ao mesmo tempo que fico triste por não ganhar, fico feliz pelo quadrinho dela ter levado os prêmios nestas duas categorias. 
Não ganhei na categoria desenhista nacional. Aqui o prêmio foi para o premiadíssimo Marcelo D’Salete, autor de Angola Janga. Novamente o mesmo sentimento, triste por ter perdido e feliz pelo Marcelo.
Você que lê o post pode até pensar: …o Luciano está chateado pois inveja os que ganharam. Não mesmo! Inveja é diferente de cobiça. Eu cobiço um HQMIX desde que fui indicado pela primeira vez e ao todo, já foram 9 indicações entre os meus trabalhos.
Então, novamente, você pode imaginar: …poxa, o camarada está reclamando que não ganhou mas já foi indicado esse monte de vezes. Ser indicado também é legal demais! Você está certo se imaginou isso. Ser indicado é bem legal, significa que seu trabalho foi analisado por especialistas e mereceu estar entre aquele tanto de gente talentosa, mas existe uma grande diferença entre ser indicado e vencer. 
A diferença está na validação que somente um prêmio confere, incrementa ao seu trabalho como quadrinista, desenhista, roteirista, colorista. É a confirmação daquele artista como um profissional da área, como um bom contador de histórias em quadrinhos. Ao mesmo tempo, você concorre entre tantas pessoas talentosas que a votação torna-se algo totalmente subjetivo. Digo pela diferença e critério de exposição dos artistas que estão disputando a mesma categoria, em que vitrine ele ou ela aparecem, como ele ou ela permanecem na mente dos demais que votam entre tantas outras e inúmeras variáveis e possibilidades.
Novamente enfatizo, não confunda inveja com cobiça. São sentimentos bem diferentes e quase que antagônicos.
ProAC
Estava esperando o resultado do HQMIX para revelar que novamente não fui contemplado com o prêmio do edital.
Resumindo: preciso melhorar e sigo em frente. Preciso e vou criar melhores histórias, preciso e vou ser um melhor desenhista do que fui ontem, preciso e vou entender vários processos e seus meandros.
Agradeço a você que votou em mim, torce pelos meus trabalhos e provavelmente estarei na entrega do prêmio, no SESC Pompeia.
Grande abraço.
Luciano Salles.

Ansiedade.
Essa é a palavra que melhor sintetiza o que sinto neste momento.

Os motivos?
01. Ter O Quarto Vivente concorrendo ao 26º HQMIX, o maior prêmio da bandas desenhadas brasileiras, na categoria Publicação Independente Edição Única.
02. Concorrer também na categoria Novo Talento – Desenhista.
03. Ser indicado em um prêmio que nem em sonho imaginei que estaria concorrendo.

Acredito que isso justifica minha ansiedade tremenda. Você pode conferir direto no blog do HQMIX o post ‘Começa a Votação’.

Sendo assim, se você ainda não conhece, aqui fica o convite para se inteirar de O Quarto Vivente, minha referida HQ indicada ao prêmio. Aqui mesmo, no bloguesaite, você consegue adquirir uma edição autografada.

E aqui também, deixo o link de uma Análise e Interpretação de O Quarto Vivente, feita por leitores mais do que carinhosos com o meu trabalho. Confesso que contém doses cavalares de spoilers, mas também instiga que ainda não leu.

Agora, se já conhece e achar que O Quarto Vivente e eu somos merecedores do seu voto, não hesite. Eu conto com seu voto.

Muito obrigado pelo seu apoio!

Um grande abraço.

Luciano Salles.