Posts

FIQ 2013
Olá, tudo bem?
Essa vai ser minha terceira participação como artista no Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte. Meu primeiro evento foi em 2013 onde apresentava O Quarto Vivente, participava da exposição Ícones dos Quadrinhos e também da edição do álbum Mônica(s). Foi um evento incrível para um recente artista que caia de paraquedas entre tantos autores que admirava e ainda admiro.
Em 2015, estava novamente no festival apresentando minha nova HQ Limiar: Dark Matter. Estava também com L’Amour: 12 oz que havia sido publicada em 2014 pela Editora MINO. Para 2018 apresentarei meu novo quadrinho EUDAIMONIA, novos prints e algumas poucas edições de O Quarto Vivente e Dark Matter.
FIQ 2015
De 2013 para 2018 aprendi muito sobre fazer quadrinhos e ainda me considero um iniciante. Meu desenho está em constante procura do melhor e mais coeso traço, busco incansavelmente formas de melhorar meus roteiros, enquadramentos, sempre na tentativa  de sintonizar as boas ideias para contar e assim apresentar um bom quadrinho.
Desde a minha primeira participação, vi o surgimento de muito quadrinistas. Alguns vão sumindo e não publicam mais, outros se mantem sempre crescendo em seus processos.
Particularmente, eu não tenho como mensurar isso dentro do meu trabalho até porque um quadrinho meu só pode ser validado pelo mais distante observador/leitor que a obra vier a ter.

Nos vemos em Belo Horizonte, de 30 de maio a 03 de junho, na Serraria Souza Pinto.

Estarei na MESA 82!

Um abraço.
Luciano Salles.

Olá camarada, tudo certo?
Ano ímpar é ano de FIQ – Festival Internacional de Quadrinhos – que acontece em Belo Horizonte entre os dia 11 e 15 de novembro.
Estou na Mesa 01 e tenho a honra em dividir novamente com o amigo Camilo Solano! O que vou apresentar ali? Estarei com minha nova HQ, recém lançada, Limiar: Dark Matter, alguns prints bacanas e também alguns exemplares de O Quarto Vivente.
Grande abraço e nos encontramos em BH, na Serraria Souza Pinto.
Luciano Salles.
Lu Cafaggi, Luciano Salles e Vitor Cafaggi
Foi essa a exata sensação!
Passou voando…
Mas o FIQ foi fantástico!
Fui extremamente bem recebido pelo pessoal do Festival. Esse é um simples post de agradecimento.
Muito obrigado, Belo Horizonte e todos que representam, de alguma forma, o maior Festival Internacional de Quadrinhos da América Latina.
Acredito que essa é uma foto que guardarei com carinho e lembrança, o Festival, as amizades, os tantos talentos e a cidade de Belo Horizonte!
Baita abraço!
Luciano Salles.
Banner Dimensão Limbo para o FIQ 2013
Olá, camarada! Tudo certo? Fiz esse post exclusivamente para você me encontrar no FIQ.
Sim, estarei na mesa com o nome de Dimensão Limbo, e o incrível e talentoso Camilo Solano, estará dividindo a mesa comigo!
Esse banner ficará em cima da nossa mesa! É só achar esse baita olhão!
Achando o olho, você me encontrará, junto das seguintes publicações.

O Quarto Vivente, de Luciano Salles

O Quarto Vivente
Essa é minha segunda revista autoral e o carro chefe dos meus trabalhos.
A revista custa R$ 20,00. São em 44 páginas coloridas em couchê fosco 170 gsm, capa em papel DUO Desing 350gsm com verniz de reserva.

Mônica(s)

Mônicas
Essa é a capa revelada pelo Editor Sidney Gusman, da edição comemorativa de 50 anos da personagem, criada por Maurício de Souza.
Nessa obra, eu participo, junto de mais 149 artistas, com uma ilustração da dentuça!
Esse livro será lançado, vendido no FIQ e você, poderá percorrer os estandes e mesas coletando autógrafos nas lindas páginas ilustradas.

Ícones dos Quadrinhos, de Ivan da Freitas Costa
Ícones dos Quadrinhos

Esse livro, do escritor e colecionador de arte em quadrinhos, financiado pelo Catarse, apresenta 100 dos principais personagens das HQs, interpretados por 100 artistas de todo mundo.
Nessa obra, participei desenhando a galera do ‘Watchmen’.
Primavera, capa por Luciano Salles
Quatro Estações
É um projeto que reúne quatro roteiristas e quatro desenhistas, onde cada dupla é responsável por criar uma HQ de 12 a 15 páginas que tenho como pano de fundo uma estação do ano.
Primavera: Raphael Fernandes (R) e Luciano Salles (A)
Verão: Lillo Parra (R) e Jackson Oliveira (A)
Inverno: Alex Mir (R) e Décio Ramírez (A)
A revista terá 4 capas diferentes feitas pelos mesmo artistas da HQs e que referencia sua respectiva estação. O prefácio ficou a cargo de Laudo Ferreira Jr e a capa ao lado, é a minha, para a história Primavera.

Shogum dos Mortos

Participei com um desenho do Almanaque de Férias do Shogum.

Prints

Levarei prints no valor de R$ 20,00.

Baita abraço, camarada e até dia 17/11/2013!

Olá camarada! Tudo certo?

Recebi hoje uma baita resenha legal sobre ‘O Quarto Vivente’.
Sim, e ela veio pelo grande MOB Ground! Você pode optar em ler a resenha direto no site ou, toda ela por aqui.

Baita abraço

Luciano Salles.

Uma grande surpresa: O Quarto Vivente

vivente
Sempre que pego uma HQ nova, tento analisar, através do título, da capa e em uma folheada rápida nas páginas dela, o que o autor estava pensando quando começou a roteirizar e desenhar aquele trabalho e o que ele quer nos mostrar com esse trabalho. Sei que é um pouco precipitado e difícil chegar a alguma conclusão apenas com esses itens citados, uma HQ é muito mais que uma capa e um título, mas temos de concordar, especialmente se tratando de trabalhos mais independentes, que são itens muito importantes no momento da escolha e da compra de um produto.
E foi assim logo que recebi O Quarto Vivente, de Luciano Salles.
A HQ
“Em 2.177, o Brasil acolheu fraternalmente França para dentro de seu território, pois toda Eurasia, em um processo rápido de quase 60 anos, foi inundada pelos oceanos. Os demais países dessa enorme área, foram da mesma forma, acolhidos por outras nações. É um novo mundo estranho, diferente do que se imaginava, onde o acaso se perdeu e os seres humanos estão totalmente voltados para o único e para o ‘um’. É onde a jovem Juliett-e Mano-n, descobre um método para mudar os caminhos até então percorridos e escolhidos.”
Analisei muito o trabalho dele, bem mais do que deveria para ser sincero, sempre acontecia algo e acabava não conseguindo lê-la. Mas logo de cara você tem um título um pouco fora do comum, mas que, por alguma razão, me remeteu ao filme O Quinto Elemento – e que depois de conseguir apreciar a leitura calmamente vi que não tem quase nada relacionado um com o outro além da história se passar em um futuro (não tão) distante -, uma capa que parece não explicar muito, mas que possuí um traço firme e marcante e páginas que, ao folheadas, não dizem muito além da bela ilustração feita pelo autor.
E ficou nisso por algumas semanas, até que consegui ler da forma como eu queria, com calma, tentando pegar os detalhes e as referências do trabalho.
Sobre o Autor
Luciano Salles, também conhecido com Pirica, nasceu em 1975, na cidade de Taquaritinga, interior do estado de SP. Ainda criança pequena, mudou-se para Araraquara, onde encontrou as coisas que viriam a ser suas paixões: rock’n’roll e quadrinhos.
Graduou-se em Engenharia Civil e Engenharia de Segurança do Trabalho. Labutou, também, anos como bancário. Entretanto, mesmo durante esses longos períodos, sempre se manteve fiel aos quadrinhos e os desenhos.
Em 2012, decidiu viver somente de sua produção artística. Entre trabalhos de ilustração, produziu sua primeira HQzine “Luzcia, a Dona do Boteco” e agora lança sua segunda empreitada “O Quarto Vivente”.
Li a primeira, a segunda e a terceira vez e em cada uma descobria coisas novas, entendia diálogos e interpretava os acontecimentos de formas diferentes e, ao mesmo tempo em que tudo parecia não fazer o menor sentido, estavam interligados, talvez dentro da minha cabeça, talvez essa tenha sido a intenção do Luciano ou ainda eu simplesmente não devia estar entendendo porra nenhuma do que estava acontecendo ali.
Não que isso seja ruim ou estrague a experiência da leitura, mas sim o oposto, toda a satisfação desse trabalho está nisso, pensar e repensar nas possibilidades, entender que o leitor faz parte daquele conjunto e, apesar de todas as impressões da HQ serem exatamente iguais, as pessoas que a lerem terão visões diferentes (e as vezes até opostas) sobre o que está acontecendo ali. Como disse o Raphael Fernandes na sua resenha para o Contraversão, no fim, você seria o quarto vivente da história, pois ela só existe porque você está ali para interpretar (ou não) tudo aquilo.
Posso afirmar que alguns acharão que os diálogos são incompletos, outros conseguirão encontrar referências filosóficas daquelas mais obscuras possíveis e com certeza essa é a grande sacada do Luciano Salles, fazer com que as pessoas reflitam sobre os dias de hoje e o nosso obscuro futuro, sobre a individualização e a “independência” dos seres humanos e tentar ligar tudo isso ao trabalho dele.
A arte é algo belo e desconcertante, Luciano tem traços muito bem definidos e utiliza bem as cores em cada detalhe, ainda mais tendo um formato A4 e uma linda impressão colorida em papel couchê, tornando todo o conjunto em algo único e muito bem feito.
Confesso que o universo explorado nessa HQ deveria ser expandido para outros contos ou talvez um arco mais complexo que ligaria essa história a muitas outras que eu acredito que existam na mente do autor.
Capa_vivente
O Quarto Vivente
Autor: Luciano Salles
Páginas: 44
Nota: 7,5
Valor: R$20,00
Maiores informações e compras: em:https://www.dimensaolimbo.com/ 
Olá, camarada. Tudo certo?
Esse é um grande ano!
Meu primeiro, efetivamente como quadrinista, e já vou participar do 8º FIQ,  Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte, o maior evento de quadrinhos do Brasil.
Nessa oitava edição, entro com a minha nova HQ : O Quarto Vivente, que custa R$ 20,00 e mais alguns ‘prints’, também por vinte dinheiros. O Quarto Vivente tem recebido boas críticas dos meios especializados. 
Aqui você pode conferir algumas desses resenhas:
Capa de O Quarto Vivente

Contraversão 

Papo de Quadrinho 

Universo HQ 

Gibi Znort 

Quadrimcast

Além da minha HQ, também participo do livro do Ivan Freitas da Costa,  Ícones dos Quadrinhos, com minha ilustração do Watchmen. 

Esse é um baita de um item obrigatório para qualquer colecionador ou apreciador de quadrinhos. Aqui tem muito mais informações sobre esse livrão!
Watchmen por Luciano Salles
O Quarto Vivente, Ícones dos Quadrinhos e mais outra HQ. Sim, participo desenhando uma história de Raphael Fernandes, ganhador do HQMix como roteirista revelação, em outra revista, que também será lançada no Festival.
E para finalizar, fiz uma participação para almanaque do Shogum dos Mortos de Daniel Wernëck.
Colaboração para o Shogum dos Mortos
Detalhe da HQ de Raphael Fernandes
Tenho ainda, outra participação, mas essa não veio a tona e então, não posso revelar…
Assim, passarei a semana de 13 a 17 de Novembro, em Belo Horizonte, no maior Festival de Quadrinhos do Brasil! Espero encontrar você lá!
Grande abraço!
Luciano Salles.

Olá, camarada! Tudo bem?

Esse é o post número o9 das atualizações sobre minha nova HQ: O Quarto Vivente.
Dessa forma, continuarei os itens a partir da última atualização.

17 Amanhã começo a pintar a décima segunda página da revista.

18 Já tenho as pessoas responsáveis pelo prefácio e pelo posfácio. E digo algo: são pessoas que sabem tudo e um pouco mais sobre o mundo das histórias em quadrinhos.

19 O ISBN e o código de barras da revista já estão prontos!

2o Ao todo, a revista terá umas cinquenta páginas.

21  Levarei para vender na FIQ 2o13, onde também lançarei a HQ, desenhos de personagens em tiragem limitada e assinada!

22 Farei, dependendo dos pedidos, commissions no FIQ. Se estiver muito corrido, os pedidos poderão ser anotados e com tempo eu despacho via SEDEX.

Por enquanto é isso!

Muito obrigado e grande abraço a todos!

Luciano Salles.