Posts

Banner que usei na CCXP com os apoiadores culturais

Olá. Tudo bem?

Acredito que o assunto deste post seja difícil de praticar por algumas pessoas. No decorrer da leitura você poderá se identificar com a frase acima e para isso, tentarei, de alguma forma, ajudar.
Se você é um quadrinista (aquela pessoa que cria história em quadrinhos) ou ilustrador(a), desenhista, roteirista, colorista, letrista, ou seja, um profissional que trabalha com quadrinhos e que precisa ir aos eventos e festivais, sabe quanto é caro sair da sua cidade, viajar até onde acontecerá o encontro,  hospedar-se em um hotel, hostel ou mesmo a casa de um amigo, arcar com sua alimentação por 5 ou 6 dias, deslocar-se até o evento, pagar o aluguel da mesa onde mostrará seus trabalhos e arcar com tantas outras variáveis possíveis e que possam gerar despesas.
Quero me referir e enfatizar o fato de que um evento de quadrinhos é o local ideal para você conseguir levantar créditos, ou seja, dinheiro com sua arte. No meu ponto de vista, ir para um festival preocupado se as vendas pagarão as despesas é algo extremamente angustiante, além de poder prejudicar sua disponibilidade em prestar um bom atendimento e até gerar uma certa agressividade nas vendas.
Esses quatro parágrafos introdutórios foram para formular a seguinte pergunta:
– E se fosse possível ir para uma convenção, feira ou festival de quadrinhos com um apoio cultural que dê suporte as suas despesas?
Como já enfatizado, ir para um evento de quadrinhos é caro entretanto, é o local onde posso contabilizar um lucro que, dependendo do evento, equivalem a dois, três meses de trabalho constante em meu estúdio.
Assim, desde 2013, sempre procuro e tento buscar na iniciativa privada, parcerias que possam diminuir os valores das minhas despesas com o objetivo zerá-la. 
O anos de 2018 foi um dos mais difíceis em conseguir os apoios culturais para minha ida a Comic Con Experience. Mesmo assim, apesar das dificuldades que 2018 tem proporcionado, fui para o Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte – o FIQ –, com todas as despesas quitadas pelo Colégio Pueri Domus de Araraquara.

Apoiadores culturais para meu transporte, ida, estadia, alimentação e transporte durante a CCXP 2018.

Para essa CCXP (Comic Con experience) as empresas que estão me apoiando culturalmente e que estão dando suporte para minha ida a convenção são, novamente, o Colégio Pueri Domus Araraquara, a Mondrian Ambiente, a World Game, o espaço Shanti Yoga, a Portal Informática e a Visual Comunicação.

IMPORTANTE: Um detalhe crucial em enfatizar é que esse é um trabalho que faço semanalmente, durante todo o ano, pensando estrategicamente nos melhores eventos que acontecerão, nas empresas que já me apoiam, me apoiaram e em novas instituições que podem dar suporte ao meu trabalho, mediante é claro, contrapartidas da minha parte.

Sendo assim, deixo abaixo algumas dicas para você tentar parcerias que possam aliviar e proporcionar uma melhor qualidade de trabalho nos eventos de quadrinhos.

01. Procure por empresas ligada a cultura, entretenimento e que tenham enfoque ou, apreço por artes.

02. Para cada empresa que você for apresentar seu pedido de apoio cultural, tenha especificamente apresentado o valor que necessita, suas contrapartidas e o detalhamento das mesmas.

03. Faça a estimativa de custo total de sua ida para o evento. Esse valor deve se rateado de acordo com uma perspectiva que a empresa possa transparecer para você.

04. Busque parceria que possa ser benéfica para ambos. Por exemplo, Araraquara, que é onde moro, é onde fica a sede da Cutrale, uma grande produtora e exportadora de suco de laranja. Como meu trabalho poderia ser aproveitado pela empresa? Qual contrapartida eu poderia oferecer para ela?

05. Coloque em sua rotina a busca por empresas que possam vir ou que tenham potencial para ser um ou uma apoiador(a) cultural. Faça isso sem pressão e somente acione a mesma no ato de se apresentar, antes mesmo de enviar sua proposta.

06. Monte um blog para inserir botões e links de todas as empresas que dão suporte durante o período acordado entre a parceria.

07. Preste contas, apresente o valores com nota fiscal ou cupom fiscal que justifiquem o valor solicitado.

08. Você, como artista, não deve ter aquele tino comercial natural ou mesmo traquejo para essas negociações. Entendo perfeitamente. Eu nunca tive e fui aprender alguma coisa em quase 13 anos trabalhando em um instituição financeira onde o que importa é se vendeu e atingiu sua meta diária, estipulada por seu gestor (neste item explico o motivo da frase inicial da postagem).

09. Veja logo abaixo o pedido de apoio cultural padrão que uso. Vale a ressalva que para cada empresa esse arquivo é ajustado e adequado para a mesma.

Exemplo de pedido de apoio cultural
Exemplo de pedido de apoio cultural

10. Seja ético, responsável e impecável com sua palavra.

Espero que esse post possa te ajudar e se tiver alguma dúvida é só deixar nos comentários.

Fico por aqui.

Um abraço.

Luciano Salles.

Olá, tudo bem?
Se você acompanha o blog, sabe que vou para os eventos de quadrinhos com apoiadores culturais ou, se preferir, patrocinadores. Essa semana tenho a felicidade de apresentar mais um destes apoiadores culturais, que entendem o quanto é difícil viver exclusivamente de arte e assim, dão suporte e apostam no meu trabalho como quadrinista e ilustrador.
Portal Informática fica em Araraquara, na rua Capitão José Sabino, 283
A Portal Informática, como o próprio nome diz, é uma empresa que atende na venda de computadores, manutenção e tem todos os suprimentos que imaginar. Entretanto, além disso, eles atendem aos gamers e tem a Arena Portal Informática, onde organizam eventos, campeonatos online, treinamentos para times e muito mais. Se você gosta de jogar online e é de Araraquara, precisa conhecer esse espaço!
Vou ser sincero, há anos que não jogo e meu último console foi um Intellivision, isso no começo dos anos 80! Eu adorava aquilo e joguei muito Astrosmash, Tron, Master Of The Universe, Night Stalker, Snafu (que tinha a melhor música já feita para jogos e que eu adorava): escute aqui e tire sua conclusão) e Triple Action. Se clicar no nome dos jogos pode conferir os vídeos no youtube e inclusive (se não conhece o Intellivision), veja o console aqui.

Voltando ao apoio da Portal, veja a cadeira que eles enviaram para eu usar no meu estúdio. Uma Cadeira Gamer DT3 Sport GTSEssas cadeiras que os gamers usam são fantásticas! Acho que pelo fato de passarem horas sentados, jogando, elas são feitas com uma resistência extra na espuma, tem um acabamento e conforto incrível, muito melhor do que a anterior que eu usava.

É isso! Fico por aqui e agradeço a parceria com meu novo apoiador cultural,  Portal Informática, e se ficou curioso sobre algum aspecto, é só deixar sua pergunta nos comentários. 

Grande abraço!
Luciano Salles.
Olá.
De 30 de maio a 3 de junho estarei em Belo Horizonte para o 10º FIQ – Festival internacional de quadrinhos – que acontece na linda Serraria Souza Pinto.
Essa vai ser minha terceira participação como artista no evento. Estou bem contente que consegui o apoio cultural exclusivo da Escola Pueri Domus de Araraquara que arcou com as minhas passagens, hospedagem durante todo evento, aluguel da mesa e diárias de alimentação. Ir para um evento de quadrinho tem um custo alto, ainda mais quando não se tem mais vinte e poucos anos, que é quando você consegue dormir em qualquer sofá, toma banho frio e se enxuga com toalha de rosto.

Uma coisa é certa, se vou para o evento é exclusivamente pelo apoio cultural do Pueri Domus. Muito obrigado de coração, Mônica!

Ir para o FIQ é sempre muito bom. É ali que consigo um tempinho mais tranquilo para conversar com meus amigos Vitor, Paula, Lu e Damasceno. Sempre encontro o amigo e mega talentoso cruzeirense Conrado Almada e tantos outros artistas de norte a sul do Brasil. São sempre nestes eventos que nos revemos. 
Compre agora sua edição
de EUDAIMONIA
Vou com meu lançamento EUDAIMONIA e alguns novos prints. Você sabe que seu comentário é sempre muito bem vindo e ainda mais agora, que inseri o DISQUS para facilitar a vida de quem visita o blog.
Nos vemos em BH na esperança de uma temperatura ambiente amena, girando em torno de uns 22ºC ?
Um abraço.

Luciano Salles.
Apoio Cultural para a CCXP 2016

Olá camarada, tudo bem?

Apoio Cultural para a CCXP e agora para
a Bienal de Quadrinhos de Curitiba

Começa o segundo semestre e os eventos quadrinhos vão chegando. Já é certo que irei para a de CCXP pois conto com o apoio cultural (patrocínio mesmo!) da escola Pueri Domus Araraquara, representada pela Mônica Zaher e da World Game do amigo Elio Lio. Sem essa iniciativa privada não teria condições de ficar hospedado 6 dias em São Paulo, bancar minha alimentação e quitar a despesa da minha mesa.

Imagem da HQ Limiar: Dark Matter
Poderia tentar ir sem os apoios mas seria arriscado demais pensar que as vendas quitariam todas as despesas. Eu ficaria tão apreensivo em ter que vender com essa pressão (da dívida) que com certeza faria as vendas ficarem forçadas e inconvenientes.
Da mesma forma, para ir a antiga GIBICON, que agora se chama Bienal de Quadrinhos de Curitiba, é o mesmo esquema. Estou tentando captar apoios aqui na minha cidade. Já tenho um percentual equivalente ao valor das passagens de ônibus (ida e volta de Araraquara – Curitiba). Este também patrocinado pela World Game e por enquanto é só. A mesa no evento eu já consegui graças a generosidade da amiga Bianca Pinheiro e do camarada Liber Paz que cederam um espaço para mim junto deles. Dividiremos a mesa em 3 e desta forma, contabilizo outra despesa.

Essa semana preciso correr atrás da hospedagem, diárias para minha alimentação e meu percentual do custo para a mesa no evento.

Se você chegou até esse ponto da leitura, deve estar se perguntando o motivo dessa postagem. Simples. Ser quadrinista independente é bem isso! É fazer tudo literalmente (além de produzir sua HQ) mesmo percebendo o outro lado das composições. Ou seja, quadrinista independente que nasceu para ser lado B nunca vai ser lado A.

Mesmo que você visite de alguma forma esse mundo paralelo do lado A, vai perceber em essência quem te pertence: o lado B.

Se você fizer uma analogia entre os dois lados, A e B, de um antigo vinil, perceberá que o lado A tem e traz um discurso pronto. E assimilar um discurso pronto é fácil e é o que mais se faz. É natural do ser humano. Já o lado B, para ser acessado, provavelmente, teve de esperar sua vez. Nesse meandro de tempo, você pode se preparar com embasamento sem meras retóricas repetitivas.

Aproveite essa fenda temporal de A para B para se preparar, estudar e buscar sua essência estampada nas suas páginas. Perceba, entenda e assimile as virtudes em ser lado B. Não menospreze o lado A. Seja você em essência.

Um abraço.

Luciano Salles.

Olá camarada, tudo certo?

Uma das coisas mais importantes como quadrinista independente é ir aos eventos de quadrinhos. Como moro no interior do estado de São Paulo, priorizo os

maiores eventos pela questão do custo/benefício.

Ainda este ano vou para o FIQ (Festival Internacional de Quadrinhos) e para a Comic Con Experience. Como o intuito é divulgar e vender

meus quadrinhos, os custos com hotel, alimentação e viagem não podem tirar todo o lucro das vendas pois ainda existe a despesa da gráfica para cobrir. Desta forma, eu sempre procuro apoio cultural para essas despesas extras.

Ainda não tenho 100% das despesas extras suportadas com apoio cultural mas boa parte delas sim.
Com o apoio da Mondrian Ambiente e World Game para a CCXP e da Aliança Francesa Araraquara e World Game para o FIQ, as coisas ficam realmente muito mais fácil.

Como fui convidado para o 21º Fest Comix essas despesas não existem e assim é sempre torcer para rolar um convite para os eventos!

Grande abraço!

Luciano Salles.