Emboscada Caipira de Plasma, desenho para a capa do
novo disco da banda de “Os Capial”

Olá, tudo bem?

Dois mil e dezessete (2017) chegou e com ele começo a produzir as páginas do meu novo quadrinho. Escrevi o roteiro de ELA entre os dias 15 de dezembro de 2016 até 10 de janeiro de 2017. Já tinha toda a história pronta e faltava somente colocar no papel.
Neste exato momento o roteiro está recebendo sua primeira revisão e aproveitei para fazer alguns desenhos que estavam no cronograma: um desenho para um livro de um amigo que em breve estará no Catarse e uma capa (desenho ao lado) de um CD de uma banda de grindcore, aqui de Araraquara, chamada Os Capial. Assim que o roteiro retornar com as devidas correções, começo a desenhar o tanto de páginas que tenho para fazer.
ELA é a HQ mais longa que já escrevi. Não por um motivo especial ou coisa assim. A história naturalmente pediu mais páginas, mais personagens e muito mais diálogos. Além disso, penso que essa história seja algo bem diferente do que trabalhei até agora e que publiquei dentro da trilogia, produzidas nos anos 2013, 2014 e 2015. 
Ainda não tenho data para publicar a revista (mas o que deve ocorrer dentro do primeiro semestre de 2018) e por enquanto é isso que posso escrever sobre ELA, meu novo trabalho. Logo que tiver algumas páginas desenhadas faço uma nova postagem com imagens, sinopse, personagens, número de páginas, formato e tudo mais que já puder revelar.

Aproveito para agradecer sua visita e fique a vontade para deixar suas impressões, perguntas e o que mais desejar nos comentários.

Um abraço.
Luciano Salles.
10 respostas
  1. Eder Modanez
    Eder Modanez says:

    Em um mês toda a história já estava escrita!
    Esse ainda é meu calcanhar de Aquiles, estou patinando na produção de minha HQ porque não consigo traduzir em palavras as sequências que vejo.
    Vou aguardar por novidades. Abraço!

    Responder
  2. Luciano Salles
    Luciano Salles says:

    Olá Eder, tudo bem?
    Eu demorei um mês para escrever tudo mas já tinha toda a história montada em minha cabeça. Tudo estava estruturado e só faltava eu colocar no papel.
    Realmente traduzir as ideias em palavras é uma das coisas mais complicadas em se escrever um roteiro.
    Pode aguardar por novidades! Elas serão postadas todas aqui!
    Abraço!

    Responder

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *