O início de uma parceria com a psicanalista Maria Homem

“O que chamamos de democracia é a consciência
de nosso direito de existir", por 
Maria Homem.

De idas e vindas – sejam quais forem –, a vida se faz.

As colunas da Maria Homem, quinzenalmente publicadas na Folha de S.Paulo, serão ignição para ilustrações que serão criadas.

Os desenhos não serão publicados no jornal e servirão, tão somente, como conteúdo ilustrado a ser veiculado nas redes da autora.

Segue uma breve apresentação sobre a Maria Homem e que extraí de um trecho do próprio site dela: "é psicanalista, pesquisadora do Núcleo Diversitas FFLCH/USP e professora da FAAP. Tem Pós-graduação em Psicanálise e Estética pela Universidade de Paris VIII / Collège International de Philosophie e doutorado pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. Autora de “Lupa da alma”, “Coisa de menina?”, “No limiar do silêncio e da letra”, entre outro".

Sobre a parceria: estávamos conversando a cerca das colunas dela na Folha e num "estalo" a ideia, seguida do convite, do aceite e esta então, é a primeira ilustração do texto: O terror da mulher e da democraciaLinha fina: Todos os excluídos estão compreendendo que são sujeitos e não objetos.

Desde 2019, mediados pela pandemia do Corona Vírussigo e persigo junto de minha dedicação à arte, mas precisamente com ilustrações, percursando (definitivamente), minha formação psicanalítica, na qual empenho estudos e leituras desde 2014, começo de 2015. Se essa informação te pegou de surpresa e está se perguntando: como assim?, leia o post "Eu (um artista), reservei-me ao estudo psicanalítico há anos e você pode ler uma entrevista completa sobre isso".

Fico por aqui exatamente como fiz questão de abrir a postagem: "de idas e vindas – sejam quais forem –, a vida se faz".

Um abraço.

Luciano Salles.

Postagens mais visitadas deste blog

21 dicas para um(a) quadrinista independente.

10 dicas de como precificar sua arte original ou como devo cobrar por uma "commission"?

A entrevista com as melhores perguntas que já respondi