Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2016

10 dicas: onde está o meu traço?

Imagem
Olá camarada, tudo bem?
No dia 02 de Julho de 2015, publiquei aqui no blog a postagem 21 dicas para um(a) quadrinista independente. Agora, um ano e alguns dias depois, decidi criar uma nova lista chamada de 10 dicas: onde está o meu traço? ou mesmo estilo de desenho.
A ideia deste post veio após o curso de férias que coordenei na Quanta Academia de Artes em São Paulo. O curso foi chamado de Entenda seu estilo de desenho e narrativa e gostei demais do resultado obtido com a turma.
O tema estilo de desenho ou traço é totalmente subjetivo e tudo o que escrever aqui pode servir 100% para você ou pode, absolutamente, servir em nada. Por isso chamei novamente de dicas. Dicas podem servir ou não, simples assim. Desta forma aproveite o que lhe for conveniente e descarte o resto.
Tudo o que escrevi vieram de testes e sentimentos vividos por mim nesses quatros anos que trabalho somente com quadrinhos e ilustração.
Então vamos para as 10 dicas: onde está meu traço?
01. Preciso deixar claro que nã…

Estarei na Bienal de Quadrinhos de Curitiba

Imagem
Olá, tudo bem?
Há dois anos fui de supetão para a antiga Gibicon II, em Curitiba, apenas com uma mochila nas costas e com 35 unidades da minha segunda HQ. Não tinha mesa, só havia publicado Luzcia, a Dona do Boteco e a recém lançada O Quarto Vivente, conhecia poucas pessoas, poucos quadrinistas mas enfim, aquele era meu segundo evento que eu visitava como quadrinista. Só havia participado até então do FIQ – Festival Internacional de Quadrinhos – que acontece em Belo Horizonte.
Hoje a Gibicon mudou de nome e agora, como Bienal de Quadrinhos de Curitiba, vai ser a primeira vez que vou realmente participar do evento. Preciso enfatizar que somente vou para a Bienal pois consegui novamente a parceria e apoio cultural de duas empresas da minha cidade. Uma delas é a Mondrian Ambiente (muito obrigado Teresa e Bela) e a outra é a World Game, do fenomenal Elio (valeu Dom)! Sem esses apoios não teria condições financeiras para arcar com as despesas de viagens, custo da mesa e hospedagem durante…

Assista agora o curta-metragem "Luzcia, a Dona do Boteco", filme homônimo baseado na minha primeira HQzine!

Imagem
Bom dia camarada, tudo bem?
Notícia lindona! A partir de hoje, o curta-metragem Luzcia, a Dona do Boteco, uma adaptação homônima da minha primeira HQzine, dirigida pelo cineasta Paulo Delfini, está liberado para você assistir online.
Se ainda não leu essa minha primeira experiência no mundo dos quadrinhos você pode conferir no Social Comics: Luzcia, a Dona do Boteco. Entretanto, se ainda não tem uma conta na plataforma online, pode conferir a leitura aqui mesmo, logo ao final deste post.
Vamos ao filme? Quer ler o quadrinho antes? Está tudo ai! Faça sua opção e divirta-se!
Por favor, deixe seu comentário logo abaixo sobre o que achou do filme e fique a vontade para compartilhar esse post.
Um abraço!
Luciano Salles.



Luzcia, a Dona do Boteco,publicada e impressa em maio de 2012.

Quem nasceu para ser lado B dificilmente será lado A

Imagem
Olá camarada, tudo bem?
Começa o segundo semestre e os eventos quadrinhos vão chegando. Já é certo que irei para a de CCXP pois conto com o apoio cultural (patrocínio mesmo!) da escola Pueri Domus Araraquara, representada pela Mônica Zaher e da World Game do amigo Elio Lio. Sem essa iniciativa privada não teria condições de ficar hospedado 6 dias em São Paulo, bancar minha alimentação e quitar a despesa da minha mesa.

Poderia tentar ir sem os apoios mas seria arriscado demais pensar que as vendas quitariam todas as despesas. Eu ficaria tão apreensivo em ter que vender com essa pressão (da dívida) que com certeza faria as vendas ficarem forçadas e inconvenientes.
Da mesma forma, para ir a antiga GIBICON, que agora se chama Bienal de Quadrinhos de Curitiba, é o mesmo esquema. Estou tentando captar apoios aqui na minha cidade. Já tenho um percentual equivalente ao valor das passagens de ônibus (ida e volta de Araraquara – Curitiba). Este também patrocinado pela World Game e por enquanto…