Postagens

Postagem em destaque

Termina 2020, começa 2021: é hora de fazer o possível

Imagem
Ilustração de outubro de 2019 para a Folha de S.Paulo Olá, como tem passado? Você já deve ter ouvido a frase: "são infinitas possibilidades". Que tristeza falar ou escutar uma frase desta sem ao menos refletir no que está sendo dito. Se você tem uma, duas ou até três opções de escolha, você consegue – modulado aos seus anseios – optar pela alternativa que melhor lhe atenda. Com as "infinitas possibilidades" você simplesmente não consegue escolher, não toma partido, não inicia, você não faz nada. Como que num sistema de engrenagens muito bem reguladas, o questionamento virá: "como posso ter o poder de escolher o que quiser entre todas as infinitas possibilidades e mesmo assim não conseguir fazer nada?" Penso que isso seja uma excelente fórmula para a ansiedade, depressão e os demais derivados que nos afetam. O ano de 2020 não é para ser esquecido por alguns motivos: 1) foi um ano que apresentou e carregou tantas coisas nunca vividas por 99,9% das pessoas d

CCXP WorLds: não tá no gibi

Imagem
Olá, como tem passado? Fui convidado pela CCXP WorLds para gravar duas histórias que aconteceram comigo e que não estivessem diretamente ligadas às HQ mas que aconteceram nos eventos de quadrinhos. São inúmeros os acontecimentos estranhos mas escolhi duas que pudessem ser ouvidas por todas as faixas etárias: uma que aconteceu no FIQ  de 2015 e outra, com o Ivo Holanda, durante a  CCXP de 2019. Se também tiver alguma história estranha para compartilhar, coloque aqui nos comentários ou lá no meu canal do Youtube. Um abraço. Luciano Salles.

2020 e as ZERO páginas de quadrinhos que fiz

Imagem
Olá, como tem passado? Sim, o nome do post é o que aconteceu. Este ano não fiz, escrevi ou desenhei nenhuma página de uma (ou alguma) história em quadrinhos; provavelmente não farei. Página de Grand Prix Metanoia, publicada em 2019 Produzo quadrinhos ininterruptamente desde 2012. Tenho alguns amigos e amigas que são atletas (aqueles de alto rendimento) e para eles o descanso é tão importante quanto treinar forte para competir; precisam do repouso, do sono para a recuperação do corpo. Não que precisasse descansar ou necessitasse de uma quietação. As coisas se organizam, o acaso se faz, os dias produzem mudanças. Só notamos o que está acontecendo se escutarmos o ruído – quase inaudível – que esse novo rebento emana.  Alguns anos passados arrastaram para este 2020, específico estudo que ainda tenho muito para empenhar. Tudo isto, claro, para além das HQ. Você pode se perguntar: foi por isso que você não fez nenhuma página de uma história em quadrinhos? A resposta é não.  Não produzi po

Indicado ao troféu HQMIX e uma devassa em meu percurso pelo canal Geeq

Imagem
Oi. Como tem passado? Trago uma notícia legal: estou entre os indicados para concorrer ao 32º troféu HQMIX . Desta vez concorro na categoria ARTE-FINALISTA NACIONAL pela minha publicação Grand Prix Metanoia . Essa é uma categoria que me identifico. Tenho grande apreço por esta etapa do desenho no andamento da produção da história em quadrinho. Gosto de trabalhar no preciosismo nas linhas, além de ter, para mim, um razoável efeito de apaziguamento de ansiedade. O troféu desta edição é da maravilhosa Radical Chic , personagem icônica de Miguel Paiva . Seria uma honra contar com seu apoio se vota no troféu HQMIX e gosta do meu trabalho de arte-final. Aproveito e parabenizo a todos e todas indicadas ao prêmio. Entrevista pelo canal Geeq (live pelo YouTube) Fui convidado pelo Leonardo a participar de uma  live  para falar sobre o poder da ilustração. Entretanto, ali se passaram mais de duas horas de bate-papo e, como deixei claro no nome do  post , revistaram todo meu percurso até chegar

A primeira aparição do Wolverine

Imagem
Hulk Vs Wolverine por Luciano Salles Olá, como tem passado? Por aqui caminho entre meu trabalho na Folha de S.Paulo , muito estudo aliado a sessões de análise e commissions, como a que trago para o post .  Recebi o pedido para recriar a primeira aparição do Wolverine nos quadrinhos. O personagem surgiu em 1974, na edição de número 181 do Incrível Hulk .  É uma cena e capa clássica, bastante trabalhada por inúmeros artistas. Fiquei honrado em fazê-la. O DESENHO Gosto de pensar em um Hulk que traga na oscilação de sua raiva a variação de seu tamanho e, por consequência, sua força. O Hulk pra mim é pura raiva acumulada que eclode numa espiral de fúria onde toda aquela cólera se acumula e acumula e acumula para então, em determinado momento de resolução dos problemas, se dissipar. O que realmente queria era um Hulk gigantesco, enorme em tamanho, força e ferocidade; ao mesmo tempo, só poderia pensar na essência do Wolverine: Foda-se. Seja o que for, que venha pro pau.  Hulk Vs Wolve

Uma pintura realista para ilustrar o texto "O moralismo é um espremedor"

Imagem
Ilustração por Luciano Salles para a Folha de S.Paulo Olá. Como tem passado por esses tempos pandêmicos? Costumo fazer as cores para meus desenhos de forma simples, praticamente preenchendo os espaços, aplicando uma sutil sombra e luz. Entretanto, para essa ilustração, que faço semanalmente para a Folha de S.Paulo , senti a necessidade de fazer uma colorização direcionada mais para o real. O motivo da opção foi a escolha do desenho que criaria para o texto que, aliás, diga-se de passagem, é incrível, de necessária leitura e entendimento em momentos de tanto ódio e mentiras disseminadas. A coluna do psicanalista e escritor  Contardo Calligaris , tem o título de O moralismo é um espremedor e ainda traz, na forma de linha fina, Moralista é um hipócrita que reprime nos outros o que não reprime em si mesmo . Depois de algumas leituras do texto, a pintura  A traição das imagens   do belga  René Magritte ,  que é bem mais conhecida pela frase  Ceci n'est pad une pipe ( que está   pintad

A entrevista com as melhores perguntas que já respondi

Imagem
Olá, como vai? Essa semana foi liberada a entrevista que concedi ao escritor Carlos Freitas . Conheci o autor em uma oficina de quadrinhos (ou de desenho) que coordenei no SESC Ribeirão Preto . Há poucos dias o Carlos entrou em contato perguntando se gostaria de conceder de uma entrevista para seu site e é claro que concordei; o que não imaginava é que receberia uma entrevista com perguntas tão bem elaboradas. Preferi responder os belos questionamentos através de áudio pois assim a espontaneidade estaria ali. O próprio Carlos transcreveu toda prosa. Deixo aqui o link para o site do Carlos Freitas (que aliás é uma ilha de reflexão) para conhecer o espaço e para ler a entrevista completa. Logo abaixo você também consegue fazer a leitura. O caminho está aberto se quiser deixar suas ponderações, pensamentos e o que mais desejar nos comentários. Um abraço. Luciano Salles. entreVISTA do Artista – Luciano Salles 27 DE JULHO DE 2020   /  DEIXE UM COMENTÁRIO Luciano VISTO por Luciano Luciano

Acionei meu plano B: sendo quadrinista e ilustrador, recomendo ter estratégias nas mangas

Imagem
Quadro de EUDAIMONIA (2015), de Luciano Salles Olá, como vai? É difícil ser artista no Brasil. A frase pode soar genérica, cômoda ou mesmo apenas repetitiva, mas que é difícil ser artista no Brasil, isso é uma verdade. Não só artista. Arriscaria dizer que deve ser difícil ser artista em qualquer lugar do Globo Terrestre (a Terra não é plana) . Estendo esse fato para os(as) atletas e tantas outras profissões onde você depende, exclusivamente, de você. Deste modo, se está contido entre os habilitados que citei ou impliquei, tenha planos para os eventos que não são de sua alçada ou que estão fora de seu controle; tenha um plano A, tenha um plano B e por que não, um plano C. A pandemia e a crise vieram de forma tão brutal e avassaladora que quando percebi havia acionado meu plano B. Vinha me preparando desde 2015, mesmo sem saber, perceber ou "se" – e de qual forma – o botão de ignição seria pressionado. Retrocedo. O começo de 2020 foi promissor. Tinha contratos e eventos para cu

FLIP DRAW A3: recebi essa incrível prancheta da MOCHO

Imagem
Olá, como vai? Na segunda-feira recebi um pacote com a etiqueta da MOCHO . Pelo tamanho e peso, suspeitei o que poderia ser (ainda não sabe o que é a MOCHO? Confira logo abaixo e visite o site) . Era o novo lançamento  FLIP DRAW A3 MOCHO , uma prancheta portátil, com 6 possibilidades de inclinação, base giratória e composta por apenas 5 peças de encaixe. Eu que sempre desenhei direto na mesa, estava sentindo necessidade de uma prancheta e essa veio para resolver minha dor no pescoço. Apesar de ser A3, ela cabe na minha mesa e ainda consigo fazer as cores digitalmente usando ela e Photoshop . Para facilitar, fiz um vídeo no IGTV do meu Instagram e subi ele para o meu canal do YouTube . Você pode conferir a prancheta no vídeo logo abaixo: Agradeço a MOCHO por enviar o produto e recomendo – se ainda não tem uma prancheta – que confira o valor dessa (R$159,90) e das demais, pois vale cada centavo investido. Um abraço. Luciano Salles